Publicado 17/05/2019 - 10h09 - Atualizado 17/05/2019 - 10h09

Por Da Agência Anhanguera

Americana registra sexta morte por febre hemorrágica

Divulgação

Americana registra sexta morte por febre hemorrágica

A cidade de Americana já contabiliza seis mortes por febre hemorrágica no ano. A suspeita é que a dengue tenha sido a causa da morte. A Vigilância Epidemiológica do município confirmou o recebimento da notificação ontem. A vítima é um homem de 82 anos, morador da Vila Dainese. O paciente passou no dia 6 de maio no Hospital Unimed, de Americana, apresentando febre, dor no corpo, dores de cabeça e queda de plaquetas, com hipótese diagnóstica para dengue.
"No mesmo dia, ele foi internado no Hospital Santa Bárbara — Santa Casa de Misericórdia, permanecendo lá até o dia 10 de maio, quando teve piora do quadro e precisou ser novamente transferido ao Hospital Unimed, de Americana, onde permaneceu na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), vindo a falecer no dia 14", informou a Prefeitura de Americana.
A Vigilância Epidemiológica aguarda o resultado dos exames do material enviado ao Instituto Adolfo Lutz para confirmar ou descartar a suspeita. A 5ª morte foi divulgada no dia 9 de maio. Tratava-se de um homem de 57 anos, morador do bairro Frezzarin, e também morreu no Hospital Unimed.
A Febre hemorrágica viral é um termo utilizado para denominar uma série de doenças virais, que cursam com quadros de febre e hemorragia, causadas por quatro famílias distintas de vírus RNA: Arenaviridae, Filoviridae, Bunyaviridae e Flaviviridae. As causas das mortes podem ser dengue, febre maculosa, febre amarela e leptospirose.

Escrito por:

Da Agência Anhanguera

×