Publicado 17/05/2019 - 07h39 - Atualizado 17/05/2019 - 07h39

Por Alenita Ramirez

O motorista parou após perder a direção do carro enquanto era perseguido pela Polícia Militar

Reprodução

O motorista parou após perder a direção do carro enquanto era perseguido pela Polícia Militar

Um bacharel em direito de 36 anos levou pânico a moradores, trabalhadores e comerciantes da Avenida Nossa Senhora de Fátima, no bairro Taquaral, em Campinas, na manhã de ontem. Dirigindo um Peugeot 206 em alta velocidade, o homem, cujo nome foi preservado, deu cavalos de pau na via, em frente ao Supermercado Dalben, passou sobre calçadas, entre postes, andou na contramão e chegou a atingir ao menos cinco veículos. Ele só parou após perder a direção do carro ao ser perseguido pela Polícia Militar e entrar em uma mecânica na Avenida Carlos Grimaldi. Ninguém ficou ferido.
O homem foi detido e levado para o 1º Distrito Policial (DP). Segundo o pai, ele sofre de esquizofrenia e estava sem tomar a medicação. Quando fez as manobras, seguia para casa para pegar um fogão que doaria ao Lar dos Velhinhos. "Eu estava contagiado com a humildade e alegria dos velhinhos em receber as doações. Tudo que eu queria era pegar logo um fogão e levar para eles. Nem percebi o que fiz. Agora sei que excedi e peço desculpas às pessoas", disse o homem à reportagem.
As manobras foram registradas por celulares de pessoas que estavam na avenida, nas proximidades do supermercado. Pelas imagens, é possível ver o homem percorrendo a avenida em alta velocidade. Depois, ele dirige em círculos, dá cavalos de pau e por pouco não atinge um ônibus. Durante as manobras, ele bate em um poste e quase atropela pessoas que passavam pela calçada. "O carro apareceu do nada e tinha muita gente na rua. Deu muito medo, pois o motorista fazia manobras GTA (referência a uma série de jogos de computador e videogames). Ele jogava o carro contra as pessoas", disse o vendedor de uma loja de material de construção no local, Eduardo Guadagnine.
As manobras duraram cerca de cinco minutos, segundo testemunhas. A PM foi acionada e uma viatura que patrulhava a região seguiu até o local, momento em que o bacharel avistou e tentou fugir. Ele cruzou a Avenida Júlio Prestes e só parou após invadir a mecânica. Revoltadas e acreditando que o motorista estava drogado ou embriagado, algumas pessoas tentaram agredi-lo. "Deus me enviou esses três anjos (os PM’s) que me socorreram e me protegeram. Eles me algemaram e com isso impediram que me batessem", contou. "Não foi encontrado nenhum tipo de droga com ele e nem estava embriagado. Só um laudo médico mesmo para descobrir o que ele tem. Ele estava muito alterado", disse um dos policiais militares. O veículo foi apreendido por apresentar infrações administrativas. O bacharel tem habilitação.
Confira o vídeo:

Escrito por:

Alenita Ramirez