Publicado 14/05/2019 - 14h14 - Atualizado 14/05/2019 - 16h29

Por Do Correio

A programação inclui filmes como Moana, Valente, Divertidamente e Escritores da Liberdade.

Divulgação

A programação inclui filmes como Moana, Valente, Divertidamente e Escritores da Liberdade.

Campinas recebe o Conexão Cultural, um projeto de formação de plateia que leva teatro e cinema de forma gratuita para a população, de 28 a 31 de maio, no CEU Mestre Alceu (Rua Lasar Segal, 617, no Jardim Florence).
As atividades consistem em apresentações teatrais para escolas em três sessões no período da manhã e exibições de filmes para a população em geral, com início às 19h. As escolas interessadas devem fazer o agendamento pelo e-mail smc.emcea@campinas.sp.gov.br. Para mais informações: (19) 3705 8165 / 3705 8151.
Atividades
Duas companhias vão se revezar nas apresentações teatrais. A Casa do Bispo Atelier apresenta a peça "Agora é hora do código binário", espetáculo que conta a história dos primos Joca e Juju, dupla cheia de curiosidade que busca uma forma de construir um mundo melhor.
Já a companhia Realejo apresenta o espetáculo “Uma janela para o mundo”, com as personagens Luna e Lara, meninas imaginativas e inventivas. No meio da história, Luna bate a cabeça e vai parar num outro tempo-espaço. Ela acorda num laboratório tecnológico onde duas cientistas malucas e seu robô estão trabalhando. Ali, a garota conhece um mundo novo e descobre uma rede de mulheres inventoras que apresentam um mundo de tecnologia e ciências.
A programação inclui, ainda, quatro filmes: 'Moana', 'Valente', 'Divertidamente' e 'Escritores da Liberdade'.
O projeto, aprovado pela Lei de Incentivo à Cultura, é realizado pelo Ministério da Cidadania e Magma Cultura. A iniciativa integra a campanha 'Eu Consigo', projeto que busca inspirar as crianças a acreditarem no próprio potencial e se interessarem por tecnologia e ciência. A iniciativa conta também com a parceria da Força Meninas e da Code.org. Na cidade, Conexão Cultural tem o apoio da Prefeitura de Campinas.

Escrito por:

Do Correio