Publicado 07/05/2019 - 07h21 - Atualizado 07/05/2019 - 07h21

Por Da Agência Anhanguera

Raul Guedes de Mello: médico pioneiro na FCM da Unicamp

Reprodução

Raul Guedes de Mello: médico pioneiro na FCM da Unicamp

A missa de sétimo dia do médico Raul Guedes de Mello foi realizada ontem, na Paróquia Santa Rita de Cássia, na Nova Campinas. Ele foi chefe da disciplina de otorrinolaringologista na Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Falecido aos 89 anos, no último dia 30, Mello era viúvo de Therezinha Monteiro Guedes de Mello.
"Hoje, quem se depara com a pujança da Disciplina de Otorrinolaringologia da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Unicamp — de franco desenvolvimento, com ampliação e remodelação de suas instalações, programas, e participação associativa e científica na comunidade médica brasileira — pode não se dar conta da luta travada nos anos iniciais de constituição da Disciplina e da própria FCM, nos anos iniciais da década de 1960", divulgou a FCM em sua página na internet.
Mello foi o primeiro médico contratado para atuar, à época, no recém-instalado Serviço de Otorrinolaringologia da novíssima Faculdade de Medicina de Campinas. De acordo com a publicação, sob a coordenação do também otorrinolaringologista Gabriel Porto, Melo atuou de forma incansável na consolidação do serviço, em 1968, conseguindo o apoio financeiro e administrativo da Santa Casa de Misericórdia, que sediaria as primeiras atividades desempenhadas pela Disciplina, na inesquecível "sala 9".
Com a morte de Gabriel Porto, em 1976, Mello foi chefe da Disciplina até a aposentadoria, em 1996, sempre tendo em vista a complexidade crescente da área com a ampliação do quadro docente. "Pela dedicação com que sempre desempenhou as suas atividades, além da saudade da convivência, ele deixa, também, sólidas contribuições para o desenvolvimento da otorrinolaringologia no país", conclui a publicação.

Escrito por:

Da Agência Anhanguera