Publicado 03/05/2019 - 07h44 - Atualizado 03/05/2019 - 07h44

Por Renato Piovesan

O fechamento da pista expressa entre o Galleria e a Rodovia Campinas-Mogi provocou lentidão, mas dentro do esperado pela concessionária

Denny Cesare/AAN

O fechamento da pista expressa entre o Galleria e a Rodovia Campinas-Mogi provocou lentidão, mas dentro do esperado pela concessionária

O primeiro dia do bloqueio de três quilômetros na pista Norte da Rodovia Dom Pedro I (SP-065), em Campinas, foi marcado por trânsito intenso e lentidão acima do normal para uma quinta-feira. Motoristas precisaram ter paciência para trafegar na região entre o Galleria Shopping e o entroncamento com a Rodovia Governador Adhemar de Barros (SP-340), a Campinas-Mogi, já que o sentido Anhanguera da pista expressa foi fechado às 14h30 e todo o trânsito no trecho foi desviado pela via marginal.
De acordo com a Rota das Bandeiras, concessionária que administra o Corredor Dom Pedro, o pico de lentidão na via foi registrado por volta das 19h30. A partir do km 129 da pista sentido Anhanguera, o motorista enfrentou congestionamento de 2 km na via expressa, até o km 131, quando há o desvio para a marginal. A partir daí, foram mais 3 km com trânsito congestionado, até o término do desvio, no km 134. Apesar dos transtornos na via, a concessionária informou que a lentidão estava dentro do previsto, sobretudo para os primeiros dias de intervenção.
“A expectativa é que, conforme os motoristas se acostumem com a mudança e busquem rotas alternativas, o trânsito diminua na rodovia”, pontuou a concessionária.
Esta é a segunda de três grandes intervenções previstas para ocorrer na rodovia, numa obra de R$ 40,3 milhões que contempla a recuperação e alargamento de três estruturas. O trecho interditado ontem, entre os km 131 e 134, é bastante utilizado por motoristas no começo da manhã e nos finais de tarde, pela proximidade de acesso a outras rodovias, cidades e universidades, como a PUC-Campinas e a Unicamp.
Na última segunda-feira, foi fechada a agulha para quem está na marginal Norte (sentido Anhanguera) e deseja acessar a pista expressa, na altura do km 131. O trânsito foi mantido tanto na expressa quanto na marginal. Uma terceira etapa ainda acontecerá no dia 14, quando será implantado o desvio na pista Sul (sentido Jacareí). A interdição nos dois sentidos da pista expressa será mantida até dezembro. Aproximadamente 125 mil veículos trafegam na região impactada diariamente.
As ações são necessárias para que a Concessionária Rota das Bandeiras, empresa responsável pela administração do Corredor D. Pedro de rodovias, possa executar a última etapa — demolição das antigas estruturas dos viadutos — das obras de remodelação e adequação dos trevos Galleria e Carrefour, que também contempla a recuperação e o alargamento de outros três viadutos.
Para minimizar os transtornos aos usuários da região e garantir a execução das obras no menor tempo possível, haverá cinco equipes de trabalho, uma específica para cada intervenção, com trabalhos em dois turnos, inclusive à noite.
Quando concluídos, no final do ano, os novos dispositivos trarão mais segurança aos usuários, com ampliação das rotas de acesso aos bairros e eliminação dos pontos de lentidão. A remodelação dos trevos são obras complementares à construção das marginais da D. Pedro I. O novo trevo do Carrefour, no km 133, terá duas faixas por sentido, facilitando o deslocamento na região do Parque Imperador. Já o trevo Galleria, no km 131, passará a ter todos os movimentos contemplados, conectando os dois sentidos da rodovia à avenida Carlos Grimaldi, criando uma nova rota à região do Taquaral.
INFORMAÇÕES
Os motoristas que desejarem mais informações sobre a obra poderão entrar em contato com a Rota das Bandeiras por meio do telefone 0800-770-8070. A ligação é gratuita e o Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU) funciona 24 horas.

Escrito por:

Renato Piovesan