Publicado 15/05/2019 - 02h00 - Atualizado 14/05/2019 - 19h10

Por Carlo Carcani Filho


O Guarani conquistou uma vitória importantíssima no encerramento da terceira rodada da Série B. Ao bater o Vitória por 3 a 2, no Brinco de Ouro, tirou um enorme peso das costas e agora parte mais leve e confiante para dois jogos seguidos no Sul do País.
Depois de uma largada ruim, com um empate em Campinas e uma derrota em Barueri, o time precisava somar três pontos para se distanciar das últimas posições. Ao cumprir a missão, o Bugre afugentou alguns fantasmas.
A vitória sobre o time baiano foi a primeira do Guarani desde 23 de fevereiro.
O Bugre não marcava três gols ou mais no Brinco de Ouro desde a final da Série A2: 4 a 0 no Oeste, no dia 7 de abril de 2018. Depois disso, fez três gols apenas mais uma vez, no empate por 3 a 3 com o Avaí, fora de casa, no dia 19 de junho.
Essas marcas são importantes para um time que não vencia há oito partidas e que ainda não havia marcado nenhum gol no campeonato.
O resultado também foi muito importante para Vinícius Eutrópio, que prometeu à torcida que o Guarani ficaria “muito próximo do que a maioria quer, marcando forte, saindo rápido e buscando sempre os gols”.
É quase uma descrição do Manchester City de Pep Guardiola e é claro que o Guarani não foi brilhante assim, principalmente se levarmos em consideração a péssima temporada do Vitória.
Independentemente disso, foi importante para Eutrópio, mesmo suspenso, comemorar sua primeira vitória no clube. Ele precisa conquistar a confiança da torcida.
O Guarani evoluiu em relação às partidas anteriores. Além de marcar três gols, exigiu pelo menos mais três boas defesas de Caíque, em finalizações de Ferreira, Ricardinho e Inácio. Nada mal para quem criou tão pouco nas duas primeiras rodadas.
Todos esses números dão ao Guarani confiança para os jogos seguidos fora de casa contra Paraná (7º) e Criciúma (16º). Em um campeonato muito equilibrado como a Série B e sem nenhum bicho-papão, ganhar em casa é, na teoria, quase que uma obrigação para todas as equipes, independentemente de seus objetivos.
Na prática, os números das três primeiras rodadas apontam para outra direção. Nesta rodada, só Guarani e Bragantino venceram em casa. Na primeira, apenas três mandantes ganharam, mesmo número da segunda. No total são oito vitórias do time da casa, mesmo número registrado apenas na primeira rodada da Série A. O Guarani cumpriu na segunda-feira uma “obrigação” que é mais difícil do que parece.

Escrito por:

Carlo Carcani Filho