Publicado 05/05/2019 - 06h00 - Atualizado 03/05/2019 - 14h16

Por Do Correio

Nossa Sra. Auxiliadora terá ônibus

Reprodução

Nossa Sra. Auxiliadora terá ônibus

ÔNIBUS PARA O JD. NOSSA SRA. AUXILIADORA
Desde sexta-feira última o Jardim Nossa Senhora Auxiliadora conta com o serviço de ônibus, isto graças as providências tomadas pela emprêsa concessionária que determinou a extensão do trajeto do ônibus da linha do Guanabara. Essa reivindicação vinha sendo pleiteada pelos srs. Laerte Zago e Antonio Argentin desde há muito e agora encontrarão êles boa receptividade por parte dos diretores da emprêsa e da Prefeitura. No primeiro dia em que correu o ônibus pelas ruas do Jardim Nossa Senhora Auxiliadora, houve uma festa na residência do sr. Maximino Zago, estando presentes os diretores da Companhia Campineira de Transportes Coletivos os srs. Generoso Jenaro, Mauro Broqui, Darci Berbone e Nicola Migliosio, bem como os engs. drs. Carlos Wisser Filho e Odilon Martinez Rodriguez.
 
NÔVO MATADOURO MUNICIPAL PARA CAMPINAS
Vem de longo tempo o problema do matadouro em nossa cidade, próprio municipal que foi ficando cada vez mais superado, não só pelo arcaico de sua construção como principalmente pelo fato de que a sua localização com o progresso do perímetro urbano, passou a ser desaconselhável, situado que está, agora, no meio de zonas residenciais, e numa área baixa, às vezes, atingida pelas inundações do Piçarrão. Portanto, o que está mesmo a se impor é uma solução radical com a sua mudança em definitivo para outra zona de Campinas e exigências de construção. Deve-se assinalar que muitos de seus aparelhamentos apresentam-se em excelente estado.
 
COMO UM AGRÔNOMO DE CAMPINAS VIU O JAPÃO
Já de regresso de sua viagem ao País do Sol Nascente, conforme tivemos oportunidade de registrar, retornou às suas funções no Instituto Agronômico e reassumiu a sua cadeira na vereança municipal o dr. José Fernando Lazzarini, que permaneceu no Japão durante o período de 26 de fevereiro a 27 de março último. Sua viagem resultou de um convite formulado, através do Ministério das Relações Exteriores, pelo Consulado Japonês em São Paulo, por intermédio do seu adido agrícola, o consul sr. Tomoaki Shimada e se destinava a fazer observações junto às industrias têxteis e universidades.

Escrito por:

Do Correio