Publicado 26/04/2019 - 16h21 - Atualizado 26/04/2019 - 16h21

Por Agência Brasil

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella

Tânia Rêgo/Agência Brasil

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella

A comissão processante de impeachment da Câmara Municipal do Rio de Janeiro aprovou, nesta sexta-feira (26), a continuidade do processo contra o prefeito Marcelo Crivella, acusado de irregularidades em contratos de publicidade em pontos de ônibus e relógios de rua, que teriam dado prejuízo superior a R$ 8 milhões.
Por 2 votos a 1, os vereadores decidiram que o processo deve prosseguir.
Votaram pela continuidade do processo os vereadores Willian Coelho (MDB) e Luiz Carlos Ramos Filho (Podemos). Votou contra o vereador Paulo Messina (PROS), que deixou a Secretaria da Casa Civil de Crivella e reassumiu sua vaga na Câmara de Vereadores para reforçar a base de apoio da prefeitura.
Agora a comissão dará sequência aos depoimentos e continua com as investigações sobre existência de interesse público na prorrogação do contrato de publicidade.

Escrito por:

Agência Brasil