Publicado 15/04/2019 - 15h29 - Atualizado 15/04/2019 - 16h08

Por Daniela Nucci

Heloisa Rios apostou nas cores para dar uma sensação de acolhimento e harmonia na casa da também arquiteta Ana Lucia Martuci Mandolesi

Divulgação

Heloisa Rios apostou nas cores para dar uma sensação de acolhimento e harmonia na casa da também arquiteta Ana Lucia Martuci Mandolesi

Depois de um dia de trabalho cansativo, nada melhor que chegar em casa para recuperar as energias num cantinho especial para relaxar. É na nossa morada que conseguimos construir esse espaço zen e acolhedor. A Metrópole conversou com dois profissionais da área de decoração para dar dicas de ambientes relaxantes. Seja escolhendo cores tranquilizantes para as paredes, acrescentando alguns objetos, posicionando os móveis, plantas e até separando um espaço para leitura ou meditação, essas pequenas mudanças mudam a energia da casa e podem ajudar a alcançar aquele descanso tão desejado.
Cores
Nada como ter um espacinho reservado para relaxar, reunir os amigos ou até se conectar um pouco com a vida lá fora e com a natureza. Uma das técnicas usadas para quem busca harmonizar diversos espaços é a arte do Feng shui. “Feng significa vento e shui água, e é através dessas correntes que os ambientes são decorados e equilibrados trazendo benefícios às pessoas. Muitas delas procuram o Feng para orientações nos projetos em construção, mas a maioria para aplicação da técnica nos ambientes já construídos . Há uma significativa mudança nos espaços. O Feng Shui vai atuar nas áreas como trabalho, prosperidade, sucesso, relacionamento, enfim, nas áreas da vida”, diz a consultora e paisagista docente do Senac Campinas, Heloisa Rios. A consultoria é iniciada após uma conversa com o cliente para compreender as prioridades. Na casa do gestor de marketing e cliente da consultora, Leandro Gregório, a prioridade era ter um espaço para relaxar, integrar e receber a família e os amigos. “Nada melhor que ter um ambiente harmonioso em que as pessoas se sintam acolhidas. Na área da família podemos renovar as energias, fazer uma leitura e conversar. Já realizo consultorias há mais de dezoito anos, sempre com resultados positivos. Muitas vezes, entramos nos ambientes e, por algum motivo, não nos sentimos bem, e com a harmonização tudo se transforma”, diz Heloisa. O resultado foi aprovado pelo gestor de marketing. “A consultoria do Feng Shui abre um canal de harmonia entre o ambiente e quem mora na casa. Esses ajustes que são trazidos na consultoria, como o posicionamento dos móveis, plantas e objetos de decoração fazem a energia da casa fluir, melhorando sua vida em todos os aspectos”, diz Gregório. Segundo a consultora, quando se organiza o espaço da casa para receber as pessoas, as energias precisam circular e não ficar estagnadas, por isso ela usa cores, objetos ou plantas para harmonizar.
A consultora apostou nas cores para acolher e levar harmonia na casa da arquiteta Ana Lucia Martuci Mandolesi. “A tranquilidade e a harmonia no ambiente são sentidas quando a consultoria de Fengh Shui é realizada. São pequenas mudanças que fazem a diferença”, diz Lucia. “Colocar sentimentos de amor e alegrias quando preparamos algo para alguém é outra orientação que passo para meus clientes. O que sentimos vibra e é absorvido nos alimentos e nos espaços. Somos energia! O importante é manter a positividade, manter a mente e o coração vibrando para o bem. Tendo essa conscientização pessoal e no ambiente, tudo melhora”, explica Heloisa.
Canto zen
Para se conectar com o universo e a paz dentro do seu lar, a estilista Karoline Leite teve a ideia de fazer um cantinho zen em seu apartamento. “Acredito que a nossa casa pode nos curar. Queria colocar no cantinho tudo que fosse de valor sentimental para as minhas manhãs de meditações”, diz Karoline. E foi com a ajuda da arquiteta Álida Weidman que esse espaço nasceu. “O sol fica na posição da janela a manhã toda, o que é ótimo para energizar os meus cristais. Eu amei o resultado, pois trabalho o dia todo e quase não sobra tempo para ir meditar em um parque, por exemplo. E esse espaço trouxe a ligação que eu queria e dentro da minha casa”, destacou a estilista. Para conseguir esse espaço harmonioso, mesmo numa área pequena, a arquiteta favoreceu o prazer de sentar em uma poltrona confortável, ler um bom livro e aproveitar a iluminação natural. “A poltrona preta de cordas acomoda almofadas na mesma tonalidade que trazem aconchego e harmonia. Seu tamanho é ótimo para acomodar com conforto”, diz Álida. Os mínimos detalhes fizeram toda a diferença para criar o espaço de equilíbrio e tranquilidade ao ambiente. “A estante ao lado cria praticidade por apoiar objetos que favoreçam o uso desse cantinho, como livros e incenso. Na parte de baixo, usamos um pufe para acessar a parte mais alta dos armários da cozinha. As prateleiras de MDF na cor preta são fixas em duas peças de inox verticais e, entre esses dois objetos, está a prateleira preta que acomoda o Buda, peça bastante importante para a nossa cliente”, destaca a profissional. Para que a luz natural do local entrasse livremente, não foi usado nenhum anteparo na janela. Na lateral desse espaço, existe um armário em mdf que acomoda a lavanderia. Dentro dele há uma bancada de granito com o tanque e também a máquina lava e seca com prateleiras e objetos apoiados. A estratégia de poder fechar a porta desse armário e esconder a lavanderia favorece o uso do espaço de descanso, pois ele fica totalmente isolado. “Na porta desse armário usamos um adesivo bastante divertido que faz uma decoração interessante e atual. Como temos o uso da cor bastante presente na tonalidade turquesa, a informação marcante do adesivo e a intensidade forte do preto e também pelo espaço ser pequeno, optamos por fim por deixar as paredes e teto branco, criando a harmonia necessária”, pontua a designer de interiores.
 

Escrito por:

Daniela Nucci