Publicado 28/04/2019 - 19h36 - Atualizado 28/04/2019 - 19h36

Por Estadão Conteúdo

Chico, do Ceará, disputa lance com Apodi, do CSA, durante partida deste domingo

Pedro Chaves/AGIF

Chico, do Ceará, disputa lance com Apodi, do CSA, durante partida deste domingo

Sem dificuldades, o Ceará estreou com o pé direito no Campeonato Brasileiro. No duelo nordestino contra o CSA, goleou por 4 a 0, na Arena Castelão, em Fortaleza. O confronto marcou o retorno dos alagoanos à elite do futebol brasileiro após 32 anos. E também a estreia do técnico Enderson Moreira, ex-Bahia, no lugar de Lisca no clube cearense.
Curiosamente, a última partida do CSA na Série A foi justamente diante do Ceará, em 1987, quando os cearenses venceram por 2 a 1, em Fortaleza. Inclusive, o time alvinegro manteve o tabu de 17 anos sem derrota para os alagoanos. A última vez que isso aconteceu foi em um 3 a 2, pela Copa do Brasil de 2002. Escrita mantida e alívio para o lado alvinegro após a crise instaurada pela eliminação na Copa do Nordeste e vice do Estadual diante do arquirrival Fortaleza.
Com a bola rolando, o Ceará dominou o CSA e fez 2 a 0 logo no primeiro tempo. Aos 19 minutos, Samuel Xavier cruzou e o centroavante Ricardo Bueno testou para o gol. Depois, aos 33, Leandro Carvalho invadiu a área, passou por Luciano Castán e finalizou na saída do goleiro João Carlos para marcar o segundo gol.
Os primeiros 45 minutos também foram marcados pelo uso do VAR (árbitro de vídeo). Aos 38 minutos, Carlinhos derrubou Leandro Carvalho na área e o árbitro marcou pênalti. O juiz pediu auxílio do vídeo e voltou atrás da decisão. Depois, aos 49, João Carlos saiu da área e derrubou Samuel Xavier. Primeiro aplicou o cartão amarelo, mas depois recorreu ao vídeo, cancelou o cartão e aplicou o vermelho ao camisa 1 do CSA. O time alagoano ficou com um jogador a menos.
Na etapa final, o Ceará seguiu melhor em campo e chegou ao terceiro e quarto gols. Aos 35 minutos, Ricardo Bueno ajeitou para o lateral-esquerdo João Lucas, que finalizou no canto do goleiro Jordi. Pouco depois, aos 44, Ricardo Bueno finalizou, Diogo Silva deu rebote e o próprio centroavante deu números finais ao confronto.
O Ceará volta a campo nesta quarta-feira (1º) para enfrentar o Cruzeiro, às 19h15, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte. No mesmo dia, o CSA recebe o Palmeiras, às 16 horas, no estádio Rei Pelé, em Maceió.

Escrito por:

Estadão Conteúdo