Publicado 28/04/2019 - 16h57 - Atualizado 28/04/2019 - 16h57

Por Estadão Conteúdo

Felipe Jonatan, do Santos, comemora seu gol em partida contra o Grêmio

EVERTON PEREIRA/O FOTOGRÁFICO/ESTADÃO CONTEÚDO

Felipe Jonatan, do Santos, comemora seu gol em partida contra o Grêmio

O Santos estreou no Campeonato Brasileiro surpreendendo o Grêmio, neste domingo (28), em plena Arena Grêmio, em Porto Alegre. Com grande atuação do lateral-esquerdo Felipe Jonatan e do goleiro Vanderlei, o time paulista conquistou os seus primeiros três pontos com a vitória por 2 a 1
O duelo serviu para colocar o Santos entre os favoritos, ao menos, por uma vaga na Copa Libertadores. Apesar de ter um time com carências em algumas posições, o técnico argentino Jorge Sampaoli deu uma nova cara ao Santos, que tem encantado em alguns jogos nesta temporada. Ao time gaúcho, resta lamentar o resultado, principalmente pelo bom desempenho mostrado no duelo entre dois técnico que primam pelo futebol bem jogado e que teve os olhares de Tite, presente no estádio.
O jogo
A postura ofensiva do Santos, montada por Sampaoli, surpreendeu o Grêmio de Renato Gaúcho. O time paulista foi para cima e precisou de cinco minutos para abrir o marcador. Felipe Jonatan recebeu na esquerda e lançou para Jean Lucas. O meia ajeitou de cabeça para Eduardo Sasha, ex-jogador do Internacional, arquirrival do Grêmio, que tocou por cima de Paulo Victor para fazer 1 a 0.
Apesar da pressão imposta pelo Santos, o Grêmio conseguiu ameaçar em jogadas de velocidades e tiros de longa distância, a exemplo da tentativa de Jean Pyerre. Ele arriscou de fora da área e obrigou Vanderlei fazer grande defesa. O goleiro voltou a brilhar, na sequência, em arremate de Leonardo.
Melhor na partida, o Santos ampliou aos 34 minutos. Soteldo cobrou escanteio e Paulo Victor saiu de soco. Felipe Jonatan antecipou o adversário, no rebote, e soltou a bomba para fazer o segundo. O Grêmio ainda tentou buscar o empate no final, mas fez pouco para passar pelo trio de defensores da equipe paulista.
No segundo tempo, o Santos voltou com uma postura mais cautelosa, mas, mesmo assim, não deixou de ameaçar. Felipe Jonatan pegou o rebote de falta da área e parou na defesa de Paulo Victor. Logo depois, em contra-ataque do time paulista, Jean Lucas recebeu livre de marcação e desperdiçou boa oportunidade ao mandar pela linha de fundo.
O Grêmio, no entanto, foi crescendo no jogo. Aos 16 minutos, Diego Tardelli arriscou de longe, para mais uma defesa de Vanderlei. O goleiro continuou salvando o Santos - desta vez em um chute, da entrada da área, de Luan. Os minutos finais foram de ataque contra defesa. Aos 38, Felipe Vizeu recebeu dentro da pequena área e cabeceou para fora. Na sequência, Vanderlei fez três defesas no mesmo lance, em chutes de Tardelli e André, duas vezes. Por fim, Luan, de frente para o gol, perdeu grande chance, e André, de bicicleta, jogou na trave.
Depois de tanta pressão, o gol gremista saiu tarde, somente aos 47 minutos, com Everton. Não deu tempo para mais gols, mas ainda houve margem para o paraguaio Derlis González ser expulso depois de reclamar com a arbitragem.
Na próxima rodada, o Grêmio enfrenta o Avaí nesta quarta-feira, às 19h15, no estádio da Ressacada, em Florianópolis. No dia seguinte, no mesmo horário, o Santos recebe o Fluminense, no estádio da Vila Belmiro, em Santos.

Escrito por:

Estadão Conteúdo