Publicado 26/04/2019 - 11h56 - Atualizado 26/04/2019 - 11h56

Por Da Agência Anhanguera

Espetáculo AniMales se vale de arquétipos femininos para criar a dramaturgia e enquetes

Divulgação

Espetáculo AniMales se vale de arquétipos femininos para criar a dramaturgia e enquetes

E se as mulheres resolvessem revidar toda a violência sofrida no dia a dia por amantes, desconhecidos, maridos, médicos e até mesmo familiares? É com este mote que o Coletivo Animales, formado por atores recém-graduados em Artes Cênicas pela Unicamp, estreia seu primeiro trabalho: a peça AniMales, uma comédia na qual cinco mulheres decidem, em um momento de esgotamento, virar a mesa e “dar o troco”. Em meio às cenas cômicas, o grupo propõe uma importante reflexão sobre violência e igualdade de gênero.
O trabalho começou como grupo de pesquisa, motivado pela temática do terror, da violência retratada em obras audiovisuais contemporâneas. Nesse processo, o grupo se deparou com a violência contra a mulher, a sua banalização e espetacularização e, com as ferramentas do cômico, por meio da máscara do palhaço, mergulhou na sua natureza criativa.
A montagem tem direção de Gabriel Pangonis Fernandes e é estruturada em cinco esquetes baseadas nos arquétipos femininos: a meretriz, a filha, a mãe e suas diversas máscaras sociais, como a esposa, a grávida, a empregada. Durante os quadros, por cima de uma roupa base, o elenco se vale de figurinos que representam a máscara social de cada um. “AniMales dá os primeiros passos na nossa descoberta do riso como potência transformadora do mundo”, afirma Pangonis. “No riso encontramos a força de vida necessária para enfrentar a sombra.”
O espetáculo foi contemplado pelo Programa de Ação Cultural (ProAC) – Primeiras Obras, do Governo do Estado e faz uma circulação de estreia nas cidades de Campinas e Americana, entre os meses de abril e maio, sempre com entrada gratuita. Além da peça, o projeto contempla também a aula aberta Cenografia e Figurino na Comédia, com Helô Cardoso (dia 11/4, às 15h, no CIS Guanabara) e oficinas de Introdução ao Trabalho com a Máscara do Palhaço (12/4, às 15h, na Sala dos Toninhos; 26/4, às 14h,no CIS Guanabara; 3/5, às 19h, no Teatro Fábrica das Artes); 8/5, às 14h, no Centro Cultural Casarão).
AGENDE-SE
O quê: AniMales
Quando: 27/4, às 20h e 28/4, às 19h
Onde: CIS Guanabara (Rua Mário Siqueira, 829, Botafogo)
Quando: 4 e 5/5, sábado, às 20h; domingo, às 19h
Onde: Teatro Fábrica das Artes (Rua Dr. Cícero Jones, 146, Vila Rehder, Americana)
Quando: 10 e 11/5; sábado às 20h; e domingo às 19h
Onde: Centro Cultural Casarão (R. Maria Ribeiro Sampaio Reginato, s/nº, Barão Geraldo)
Quanto: Entrada franca

Escrito por:

Da Agência Anhanguera