Publicado 26/04/2019 - 10h08 - Atualizado 26/04/2019 - 10h08

Por Da Agência Anhanguera

Sinfônica em apresentação no auditório Beethoven, na Concha Acústica do Taquaral: 'nobre senhora' é a mais longeva em atividade no Brasil

Cedoc/RAC

Sinfônica em apresentação no auditório Beethoven, na Concha Acústica do Taquaral: 'nobre senhora' é a mais longeva em atividade no Brasil

A Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento (Sanasa) patrocinará as apresentações da Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas (OSMC), que este ano celebra 90 anos de história, em 2019 e 2020. Conforme antecipado pelo Correio Popular, o contrato assinado ontem prevê um investimento no valor de R$ 3 milhões anuais.
A solenidade para oficialização da parceria foi realizada na Academia Campinense de Letras (ACL), no Botafogo. A escolha do local foi motivada pela sua importância cultural para a cidade e também pelo anúncio de obras de melhorias no prédio, pertencente ao município, que incluem acessibilidade, paisagismo e pintura, no valor aproximado de R$ 100 mil.
Com o slogan “Água é Vida para o Corpo e Música é Vida para a Alma”, a Orquestra pretende levar cultura e música para a população, por meio de uma agenda mais rica em apresentações.
O maestro titular da OSMC, Victor Hugo Toro, agradeceu o apoio. “Tanto a Sanasa quanto a Orquestra são instituições fundamentais para Campinas. A Orquestra conta agora com um apoio baseado em um tripé: qualidade artística, Poder Público e o patrocínio com empresas, como este da Sanasa”, assegurou.
A programação da OSMC para este ano está dividida em duas séries. Uma delas é composta por 26 concertos da temporada oficial e a outra, por 10 concertos especiais para datas importantes, como o aniversário de Campinas. Além disso, a programação inclui duas séries de concertos didáticos, sendo que uma delas — composta por 11 concertos — já foi realizada entre fevereiro e início de março, levando mais de 6 mil crianças da rede pública de ensino às apresentações no Teatro Castro Mendes. A outra série de concertos didáticos está prevista para o início de agosto deste ano.
A Sinfônica de Campinas, formada atualmente por 75 músicos, é regida pelo maestro titular Victor Hugo Toro. Em março deste ano, a Sinfônica recebeu a chancela de patrimônio cultural imaterial pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Cultural de Campinas (Condepacc). Tal registro confere a um bem cultural o reconhecimento equivalente ao tombamento de um patrimônio físico.

Escrito por:

Da Agência Anhanguera