Publicado 11/04/2019 - 06h00 - Atualizado 10/04/2019 - 11h49

Por Do Correio

Os arquitetos discutem problemas relacionados com a arborização da área

Reprodução

Os arquitetos discutem problemas relacionados com a arborização da área

CEMITÉRIO PQ. FLAMBOYANT: UMA REALIDADE PARA CAMPINAS
Campinas está crescendo. Dezenas de casas e prédios são construídos. A população aumenta assustadoramente. Com isso. à medida que os anos vão passando, a cidade vai se modernizando, gradativamente, oferecendo desta maneira, tudo que há de melhor aos seus trezentos e tantos mil habitantes. E percebendo essa explosão demográfica, um grupo de homens, interessados em acompanhar o progresso campineiro, resolveu tomar a iniciativa de se construir aqui, a exemplo do que acontece nos países chamados "grandes", um dos mais modernos parques da atualidade. Trata-se do Cemitério Parque Flamboyant, cujas obras estão se desenvolvendo em rítimo acelerado, entre esta cidade e Sousas, nas proximidades da antiga Fazenda Experimental Mato Dentro.
 
COSTA INAUGURA TERMINAL DA PETROBRÁS
O presidente Costa e Silva e o governador Abreu Sodré viajarão hoje, para São Sebastião, a fim de inaugurar o terminal marítimo "Almirante Barroso", construído pela Petrobrás. Em seguida, a comitiva seguirá para Capuava, onde o presidente da República dará início às obras do complexo petroquímico União. A tarde, em S. Paulo, o chefe da Nação e o governador comparecerão à solenidade do lançamento do duomilionésimo carro nacional, no Jóquei Clube de São Paulo. A esta solenidade estarão presentes ministros do Estado e outras altas autoridades civis e militares.
 
CONTROVÉRSIA EUA-PERU LEVARÁ MUITOS ANOS
A solução da controvérsia peruana - norte-americana levará longo tempo de negociações, afirmam os meios bem informados de Lima. O presidente Juan Velasco anunciou ontem à tarde que a solução do litígio sôbre a International Petroleum Company levará, de 3 a 4 meses, mas que o processo continua lento e prolongado por sua própria natureza. Além disso outro ponto, que diz respeito a extensão da soberania até as 200 milhas da costa, não foi ainda tratado em sua fase resolutória. A divergência com o IPC é estudado agora em duas frentes: no caminho da justiça ordinária pela expropriação do Complexo Industrial e pelo caminho administrativo com a cobrança das dívidas.

Escrito por:

Do Correio