Publicado 10/04/2019 - 06h00 - Atualizado 09/04/2019 - 14h35

Por Do Correio

O cemitério da Saudade está com sua capacidade praticamente esgotada

Reprodução

O cemitério da Saudade está com sua capacidade praticamente esgotada

CREMAÇÃO: SOLUÇÃO DE UM PROBLEMA DE ESPAÇO
Recentemente, um repórter do "New York Times" teve uma curiosa preferencia antes de morrer: pediu aos amigos que jogassem suas cinzas sobre "Times Square", o centro nervoso da grande metrópole norte-americana, onde o jornalista passara a maior parte de sua longa vida de colher e divulgar informações. Em São Paulo, e em todo o núcleo de municipios conhecido por "ARC", ainda neste ano todo cidadão poderá escolher o mesmo destino para seus restos mortais, resolvendo com isso, um problema cruciante, para a municipalidade, como é o do espaço para os cemitérios públicos.
 
REFORMA TOTAL DO ENSINO NESTE ANO
"1.969 será o ano da implantação da reforma do ensino brasileiro" — Esta declaração foi feita ontem pelo ministro Tarso Dutra, da Educação, durante a entrevista que concedeu, à tarde, na sala do Comitê de Imprensa dos Ministérios, em Brasília. Frisou que essa reforma atingirá o ensino universitário, o ensino fundamental, médio e primário, além de promover uma reforma cultural, assim como da atividade educacional esportiva. A entrevista com o ministro da Educação foi a primeira de uma série a que o Comitê de Imprensa dos Ministérios se propõe a realizar, periodicamente, em Brasília.
 
POSSÍVEL REPRESÁLIA CONTRA SOLÚVEL BRASILEIRO
Os Estados Unidos voltaram ontem a considerar a possibilidade de represálias comerciais iminentes em sua interminável pendência com o Brasil a respeito das exportações de café solúvel. Uma fonte oficial norte-americana, que manifestou o desejo de manter o anonimato, declarou ontem à France-Presse que, depois do malogro das conversações com o ministro brasileiro de Finanças, Delfim Netto, na semana passada, o governo norte-americano cogita sériamente da imposição de uma taxa compensatória de 70 centavos por libra de café solúvel brasileiro importado pelos Estados Unidos. Em fins de março e início de abril, Delfim Netto manteve duas entrevistas em Nova Iorque com o subsecretário de Estado adjunto para os Assuntos Economicos, Julius Katz.

Escrito por:

Do Correio