Publicado 04/04/2019 - 06h00 - Atualizado 01/04/2019 - 12h40

Por Do Correio

O movimento maior foi dos trens, que transportaram a maioria dos passageiros

Reprodução

O movimento maior foi dos trens, que transportaram a maioria dos passageiros

SEMANA SANTA AUMENTA MOVIMENTO NAS ESTAÇÕES
A Semana Santa provocou um inusitado aumento no movimento das estações rodo-ferroviárias de Campinas, sede regional de uma vasta porção do Estado. Na gare da Companhia Paulista de Estradas de Ferro, o número de passageiros que passou pelas portas da estação foi superior ao equivalente de tôda uma semana normal. Os passageiros destinam-se principalmente a São Paulo e Santos, mas também e grande o número dos que descem em Campinas para aqui passar os dias livres da Semana Santa. Até as primeiras horas da noite de ontem, o movimento dos ônibus ainda era normal em tôdas as companhias. Todavia, gradativamente mais carros foram sendo incorporados às linhas regulares.
 
CHOVE MUITO NO RIO DE JANEIRO
O governador Negrão de Lima, decretou na tarde de ontem o estado de emergência na Guanabara, mobilizando todos os setores que normalmente agem nestas condições. Declarou a seguir aos jornalistas credenciados no Palácio Guanabara, que ele próprio orientará as medidas necessárias para o combate às enchentes e desabamentos. Acha no entanto que não há motivos para maiores preocupações, e que em vista do Estado de Emergência, tudo está sob controle. Por outro lado, o diretor do Escritório de Meteorologia, comunicou que as chuvas deverão diminuir gradativamente, apesar de continuarem por mais 48 horas ainda.
 
SITUAÇÃO NA TCHECOSLOVÁQUIA É INQUIETANTE
A Tchecoslováquia decidiu "normalizar-se" quanto antes, com severas medidas internas para impedir uma nova intervenção soviética. O supremo dirigente comunista do país, Alexander Dubcek, anunciou pelo rádio a seus compatriotas medidas "muito severas" para normalizar a situação depois de violentos distúrbios anti-soviéticos e lhes deu a entender, veladamente, que novos incidentes poderíam provocar outra intervenção militar da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, semelhante a de agôsto do ano passado.

Escrito por:

Do Correio