Publicado 14/03/2019 - 15h53 - Atualizado // - h

Por Henrique Hein/AAN

Serão desenvolvidas atividades como acolhimento, preparação e apoio psicológico com apoio dos especialistas da Unicamp e da USP

Unicamp

Serão desenvolvidas atividades como acolhimento, preparação e apoio psicológico com apoio dos especialistas da Unicamp e da USP

A Universidade Estadual de Campinas dará apoio na recuperação do suporte pedagógico e psicológico dos estudantes e professores da cidade de Suzano (SP), já na semana que vem. A informação é do Governo do Estado de São Paulo. A participação da universidade campineira tem como objetivo auxiliar na recuperação do dano pós-traumático dos envolvidos na chacina da Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano (SP). 
Na manhã da última terça-feira, um adolescente e um homem encapuzados atacaram a escola e mataram sete pessoas, sendo cinco alunos e duas funcionárias do colégio. Em seguida, um dos assassinos atirou no comparsa e, então, se suicidou. Pouco antes do massacre, a dupla já havia matado o proprietário de uma loja da região. Além da Unicamp, profissionais da Universidade de São Paulo (USP) e da Prefeitura de Suzano trabalharão na ação em prol dos alunos e professores.
Os profissionais de psicologia das duas universidades se reúnem hoje com o Governo do Estado, na diretoria regional de Suzano, para definir os detalhes do trabalho que será realizado ao longo da próxima semana. Segundo a secretária de Saúde do Estado, algumas atividades serão definidas nesta reunião. Na segunda-feira a escola será reaberta apenas para professores e funcionários.
Serão desenvolvidas atividades como acolhimento, preparação e apoio psicológico com apoio dos especialistas da Unicamp e da USP, além de técnicos da Secretaria da Educação, entre outros profissionais. Também será mobilizada uma rede de apoio com instituições públicas e privadas para traçar um planejamento e estruturação das atividades de apoio a alunos, familiares, professores, servidores e toda comunidade.
Na terça-feira, a unidade será reaberta para comunidade de pais, alunos e professores participarem de projetos pedagógicos na escola. Serão atividades livres como: oficinais, apoio psicológico, rodas de conversa, depoimentos e compartilhamento de boas práticas, entre outras. Haverá também um trabalho intensivo de apoio de equipe de especialistas da Secretaria Estadual e Municipal Educação, equipes técnicas da Prefeitura Municipal e outros especialistas.
Segurança
Além do trabalho de recuperação psicológica, a Secretaria da Educação do Estado também informou hoje que os procedimentos de segurança em todas as 5,3 mil escolas serão revisados. A Secretaria de Educação informou ainda que as aulas em todas escolas públicas estaduais e municipais de Suzano estão suspensas até a próxima sexta-feira. Ainda de acordo com a pasta, professores da rede discutirão as propostas pedagógicas para acolhimento, na próxima semana, dos alunos e comunidade escolar.

Escrito por:

Henrique Hein/AAN