Pavimentação que precisa ser complementada Baú da RAC - Há 50 anos

Publicado 28/03/2019 - 06h00 - Atualizado 26/03/2019 - 12h09

Por Do Correio

Entrada da nova rodovia do bairro dos Amarais

Reprodução

Entrada da nova rodovia do bairro dos Amarais

PAVIMENTAÇÃO QUE PRECISA SER COMPLEMENTADA
Constituiu, inegavelmente, uma das obras marcantes da administração Ruy Novaes a pavimentação da velha estrada que liga a avenida Brasil até o novo cemitério a ser construído no bairro dos Amarais. Constituiu, sempre, também, uma das reivindicações não só de moradores dos Jardins Santa Mônica e São Marcos, não alcançados pelo melhoramento, mas que, na certa, o serão em breve, com mais algumas centenas de metros de asfalto. Por outro lado, o Conselho Técnico Administrativo e a Diretoria do Colégio Técnico Industrial "Conselheiro Antonio Prado". Igualmente, formularam constantes apelos ao então prefeito com tal sentido e, assim, o estabelecimento foi bem beneficiado.
 
RODOVIA DO ATLÂNTICO É MARCO DO FUTURO
O presidente inaugurou a rodovia BR-277 que liga Curitiba a Paranaguá, e a estação de abastecimento de água do rio Iguaçu, que solucionará o problema do abastecimento de água na capital paranaense. Procedente do Palácio Iguaçu o chefe do governo ao chegar ao moderno prédio da Estação de Abastecimento foi recebido por toda a cúpula municipal curitibana. Em seguida o presidente da Republica descerrou o marco comemorativo da inauguração, sob grande ovação dos presentes após o que discursaram os Secretários da República, e em nome do Chefe do Executivo nacional, o ministro Costa Cavalcanti, do Interior.
 
FRONTEIRA SINO-SOVIÉTICA: CHINA É UMA AMEAÇA
Os rumores so-nre o envio de unidades tchecoslovacas a fronteira sino-soviética foram desmentidas em Praga por Alexander Dubcek, primeiro-secretário do Partido ' Comunista. Falando no Congresso dos Combatentes Anti-Fascistas; reunido aqui, Dubcek declarou que "os partidários de unia política de força na Europa" incluíam em seus cálculos a possibilidade de que a China "se transforme numa ameaça constante para a União Soviética". Isso, acrescentou Dubcek, "modificaria o equilíbrio de fôrças na Europa em proveito do imperialismo".

Escrito por:

Do Correio