Publicado 26/03/2019 - 06h00 - Atualizado 25/03/2019 - 13h54

Por Do Correio

Campinas, uma cidade tradicionalmente religiosa, já se prepara para seguir a risca as determinações da abstinência de carne

Reprodução

Campinas, uma cidade tradicionalmente religiosa, já se prepara para seguir a risca as determinações da abstinência de carne

60 TONELADAS DE PEIXE PARA CAMPINAS
A Semana Santa começa no próximo domingo, de Ramos, segundo o calendário litúrgico, e Campinas, uma cidade tradicionalmente religiosa, já se prepara para seguir a risca as determinações da abstinência de carne e dar início ao período mais intensamente religioso. Na cidade e região que aqui tem seu pôsto central de abastecimento, não vai haver falta de peixe. Os principais frigoríficos já tem grande parte do produto estocado em frigoríficos especiais, particularmente sardinha, produto bom êste ano. Os preços deverão manter-se estáveis, e se houver oscilação, sera para dar lugar a uma queda nos valores. Estes dias, que precedem à Semana Santa, verificou-se uma ligeira alta, motivada principalmente porque mais de 300 barcos estão no mar.
 
MICRO-ONDAS LIGAM PARANÁ AO RGS
Com a ligação que fará, hoje, diretamente de Porto Alegre para o Palácio Iguaçu, em Curitiba, o ministro Carlos Simas inaugurará a primeira parte do tronco sul de comunicações. Esta obra da EMBRATEL, liga os Estados do Paraná e do Rio Grande do Sul, com canais de micro ondas, possibilitando de início transmissões interestaduais de televisão e telex. Ficam para o 2.o semestre as ligações telefônicas pelo sistema DDD, (discagem direta a longa distancia) sem auxilio de telefonista. A solenidade de hoje, em Porto Alegre e Curitiba, será assistida por milhares de telespectadores de São Paulo. Curitiba, Florianópolis e Porto Alegre, pelo tronco sul.
 
SAIGON QUER NEGOCIAÇÕES COM HANÓI
O governo do Vietnã do 'Sul aceitou entabolar negociações privadas com a Frente Nacional de Libertação, em Paris, informou-se oficialmente em Saigon. O Presidente Nguyen Van Thieu anunciou que seu governo deseja e está disposto a entabolar "negociações privadas" em Paris com a Frente Nacional de Libertação, se a referida organização o deseja. "Podemos discutir numerosos problemas em privado e numa atmosfera mais amistosa e tranquila, do das reuniões oficiais", disse Thieu. O Presidente sul-vietnamita revelou que se realizam atualmente gestões para conseguir a realização de tais "entrevistas privadas", nas quais poderiam intervir dois, três ou quatro interlocutores.

Escrito por:

Do Correio