Publicado 08/03/2019 - 06h00 - Atualizado 07/03/2019 - 14h29

Por Do Correio

Grupo de visitantes percorre instalações da GE. O 2º, da esq. para a dir., é o representante do govêrno russo

Reprodução

Grupo de visitantes percorre instalações da GE. O 2º, da esq. para a dir., é o representante do govêrno russo

TÉCNICOS DA ONU VIRAM INDÚSTRIA DE CAMPINAS
"As visitas que estamos fazendo a alguns parques fa-bris brasileiros são o argumento principal para que as teses do Seminário da UNIDO sejam postas em prática. Estamos mostrando aos participantes do encontro — técnicos dos Estados Unidos, URSS, Israel, India e outros países — que nossas indústrias estão aparelhadas para aumentar e aprimorar sua produção e que necessitam da assistência das agências internacionais, além da concedida para a compra de equipamentos". A declaração é do dr. Alberto Tangari, coordenador do Seminário Internacional que a Organização das Nações Unidas está realizando no Rio de Janeiro, para tratar do aproveitamento da capacidade disponivel nas indústrias de países em desenvolvimento. Elas foram prestadas ontem durante visita que os participantes do encontro realizaram ao Departamento de Equipamento Elétrico Pesado da General Electric, nesta cidade.
 
VIRACOPOS AINDA PODE SER SUPERSÔNICO
A Comissão Coordenadora do Projeto do Aeroporto Internacional informou que o consórcio das firmas especializadas Hidroservice Engenharia de Projetos Ltda. (firma lider brasileira), Acres Internacional Limited (Canadá) e John B. Parkin Associates (Canadá) ultimou os estudos preliminares para a utilização do Aeroporto Internacional principal indicando a Guanabara como a região de maior potencial de tráfego aéreo, nacional e internacional, inclusive nos próximos vinte anos. Dos vários locais examinados, o Galeão foi escolhido para sediar tal aeródromo.
 
HOMEM ESTÁ MAIS PRÓXIMO DA LUA
Com pleno exito, os astronautas realizaram o engate do módulo lunar com a cápsula principal Apoio. Após seis horas de testes, os cosmonautas acionaram o motor do adulo, colocando em órbita completamente diferente da nave mãe. Os veículos que atuaram separadamente chegaram a uma distância um do outro de 273 km. A acoplagem foi feita dentro de 30 metros de distância, provando, assim, a eficiência cio módulo em sua missão futura de alunissagem e decolagem da Lua. A partir de hoje, a Apoio 9 simulará, durante os 5 últimos dias, uma viagem de regresso da Lua. Efetuarão uma série de experiências técnicas e científicas e acionarão o motor principal três vezes.

Escrito por:

Do Correio