Publicado 27/02/2019 - 06h00 - Atualizado 26/02/2019 - 14h35

Por Do Correio

O pedestre campineiro é antes de tudo, um sofredor: malabarista das horas do rush, homem ou mulher

Reprodução

O pedestre campineiro é antes de tudo, um sofredor: malabarista das horas do rush, homem ou mulher

OS PEDESTRES, ESSA CLASSE À PARTE
Dezenas, centenas, milhares em todo o mundo, eles, os eternos desconhecidos abarco. tani as ruas das cidades com seus pés em marcha tortuosa, desviando de todos os obstáculos com os olhos atentos diante do perigo sempre oculto em cada esquina por que passam, em cada rua que atravessam. Eles, "os pedestres", nova classe da era da máquina, ser maleável surgido da tecnologia sempre crescente, encontram a sua proteção no "vermelho" muitas vezes não acatado pelos antagonistas mecânicos, o que motiva o tipo de choque que ocasiona a sua diminuição demográfica. Neste mundo de carros luxuosos, importados ou não, mais ou menos confortáveis é justo que se faça um apelo em prol daqueles que andam sobre seus próprios pés, levados por pernas em velocidade baixa para horizontes monótonos e intermináveis.
 
ATO INSTITUCIONAL DISCIPLINA CÂMARAS MUNICIPAIS
Tendo em vista a necessidade de disciplinar o funcionamento das Assembléias Legislativas e Câmaras Municipais, assim como a remuneração de seus membros, o presidente da República editou ontem o Ato Institucional n. VII. Pelo Ato, ontem baixado, os deputados estaduais não poderão receber subsídios superiores a 23 dos que são atribuídos aos deputados federais. Também nenhuma ajuda de custo poderá pagar a êsses parlamentares por convocação extraordinária, no intervalo das sessões legislativas, ou nas suas prorrogações. Dando nova redação a dispositivo constitucional, o Ato Institucional somente permite o pagamento de subsídios a vereadores, quando a população dos Municípios for superior a 300 mil habitantes.
 
NIXON QUER RESTABELECIMENTO DA UNIDADE DA ALEMANHA
O Presidente Richard Nixon renovou o compromisso dos Estados Unidos, em favor do restabelecimento da unidade da Alemanha, em uma declaração que fez esta manhã, a sua chegada ao aeródromo de Bonn. O chefe da Casa Branca sublinhou as mudanças operadas na Alemanha desde a sua primeira visita há vinte anos e afirmou, "porém em compromisso fundamental deve permanecer invariável; O compromisso de vossa nação e da minha para a reunificação final da Alemanha. Isto não pode mudar; Outro tanto podemos dizer do compromisso de nossas duas nações sobre a defesa comum."

Escrito por:

Do Correio