Publicidade

Publicado 11/02/2019 - 07h25 - Atualizado 11/02/2019 - 07h26

Por Do Correio

Não faz muito tempo, a Companhia Paulista de Estradas de Ferro comemorou seu primeiro centenário no dia 30 de janeiro de 1869, no Palácio do governo

Reprodução

Não faz muito tempo, a Companhia Paulista de Estradas de Ferro comemorou seu primeiro centenário no dia 30 de janeiro de 1869, no Palácio do governo

É A PAULISTA CENTENÁRIA SE REMODELANDO
Não faz muito tempo, a Companhia Paulista de Estradas de Ferro comemorou seu primeiro centenário, pois, no dia 30 de janeiro de 1869, no Palácio do governo da Província de São Paulo, reuniram-se os primeiros acionistas (fazendeiros e capitalistas da região campineira) e aprovaram os estatutos da Sociedade Anônima cujo primeiro nome foi Companhia Paulista de Estradas de Ferro de Jundiaí a Campinas. Daquela cidade à São Paulo já corria a São Paulo Railway. Desde esse trinta de janeiro de 1869 até os dias atuais, a Companhia Paulista de Estradas de Ferro vem marcando época na história, projetando seu nome pelos quatro cantos do Brasil e do mundo. Tornou-se a ferrovia um modelo para tôdas as outras existentes no país. Seus primeiros carros de aço ficaram famosos.
 
ISRAEL JAMAIS DEVOLVERÁ JERUSALÉM AOS ÁRABES
O primeiro-ministro de Israel declarou à revista "Newsweek", em uma entrevista publicada ontem aqui, que seu país jamais devolverá Jerusalém nem as colinas de Golan. "Temos uma posição elástica sôbre todos os pontos", declarou o chefe de govêrno israelense em uma entrevista exclusiva concedida a Arnaud de Borgrave, correspondente dessa publicação norte-americana, e acrescentou em seguida: "No que tange às colinas de Golan, não as devolveremos jamais, e o mesmo quanto a Jerusalém. Com respeito a isso, não há nenhuma elasticidade" (a esperar de nossa parte).
 
NIXON PODE VISITAR BERLIM
O presidente Richard Nixon continua com seus planos de visitar Berlin Ocidental em sua próxima viagem à Europa, apesar da ameaça soviética de perturbar as eleições presidenciais alemãs. A informação foi dada pelo secretário geral da Imprensa, especificando que Nixon percorrerá 5 países da parte ocidental do Velho Continente e que Berlin está no programa. Acrescentou que o pleito alemão nada tem de novidade, pois já houve eleições semelhantes em 1954, 59 e 64. A Alemanha Oriental está ameaçada de perder vantagens econômicas, caso persista em dificultar o tráfego de mercadorias para Berlim Ocidental.

Escrito por:

Do Correio