Publicidade

Publicado 06/02/2019 - 06h00 - Atualizado 05/02/2019 - 14h35

Por Do Correio

Este acidente foi no sábado, na Av. Amoreiras. Mas, enquanto as providências não aparecem, outros virão

Reprodução

Este acidente foi no sábado, na Av. Amoreiras. Mas, enquanto as providências não aparecem, outros virão

AMOREIRAS: À ESPERA DE OUTROS ACIDENTES
Não são poucas as reclamações que chegam a redação desta fôlha, contra um problema que, há muito vem perturbando o trânsito de uma das vias da cidade. Por telefone, por carta e mesmo pessoalmente, os moradores do Nôvo Campos Elísios, Vila Rica e outros núcleos residenciais da região protestam contra o desleixo de nossas autoridades para com essa via pública. Trata-se da Avenida das Amoreiras, exatamente no ponto onde essa via cruza as linhas da Estrada de Ferro Sorocabana. Ali existe um pontilhão que tem dado o que falar. Há muito tempo que a avenida foi pavimentada, constituindo então na principal ligação entre o Nôvo Campos Elísios e a cidade. Pensavam os motoristas que, depois da pavimentação da via, o estreito e obsoleto pontilhão ali existente seria substituido por um moderno e que propiciaria a construção, também naquele ponto, de duas pistas, como acontece no restante.
 
PAULO VI: LIBERDADE TAMBÉM ESCRAVIZA
O Papa Paulo VI afirmou ontem que a liberdade também escraviza, ao denunciar os movimentos revolucionários modernos que prometem liberdade ao homem e acabam fazendo com que êle se converta no escravo de suas próprias paixões e fraquezas morais. Poucas vêzes, em seus pronunciamentos, o Papa, ao que se comentou, usou de tão duras palavras. Devemos estar em guarda contra a irracionalidade ao sustentar que adquirimos a liberdade, ofendendo a liberdade dos outros. Isto, disse o Papa, não é liberdade. É deboche, é arrogância, é má educação e ofensa aos semelhantes.
 
BORMAN DÁ ENTREVISTA EM PARIS SÔBRE O VÔO
O Coronel Frank Borman que passou a noite de Natal numa orbita em torno da Lua, primeiro vôo circunlunar da historia da humanidade, declarou hoje em Paris que para sobrevoar no espaço cosmico será preciso correr riscos. O cosmonauta norte-americano, que chegou com sua esposa e dois filhos em viagem de boa vontade atravez de oito cidades europeias, realizou sua primeira entrevista com a imprensa da França, meia hora após ter aterrizado o avião em que viajava no Aeroporto de Orly. "Estou aqui como representante do presidente Nixon e de todo o povo norte-americano", afirmou, ao iniciar sua conferencia com a imprensa e antes mesmo de ser recebido pelo General de Gaulle no Palácio dos Campos Eliseos.

Escrito por:

Do Correio