Publicidade

Publicado 05/02/2019 - 06h00 - Atualizado 03/02/2019 - 20h38

Por Do Correio

O contato diário com os problemas sociais dos bairros e favelas de Campinas deu à Prof. Enéa experiência e sensibilidade

Reprodução

O contato diário com os problemas sociais dos bairros e favelas de Campinas deu à Prof. Enéa experiência e sensibilidade

"UNIÃO FEMININA DE CAMPINAS" TEM PROGRAMA DE AÇÃO
Uma única senhora, Profa. Enea Caldatto Raphaelli, representa na Câmara Municipal o dinamismo, o talento, a fibra da Mulher Campineira. A mais votada dentre todos os Vereadores, tendo tido por isso o singular privilégio de dar posse ao Prefeito e Vice-Prefeito, recentemente eleitos, a Profa. Enéa terá por certo, atuação da mais marcantes. Conta, portanto, nossa cidade, a partir de agora, como sua representante no Legislativo, com a presença enérgica, capaz e experimentada desta jovem senhora. Não é de hoje que nossa terra a conhece. Não há bairro campineiro, nem entidade beneficente, nem instituição assistencial que desconheça a Profa. Enéa. Muito conhecida nos meios estudantis, mercê de sua atuação como professora secundária e Diretora de Ginásio, tornou-se amiga de alunos e colegas, graças ao seu espírito firme e justo.
 
SECRETÁRIO DA AGRICULTURA APLAUDE ISENÇÃO DO ICM
A isenção do Imposto de Circulação de Mercadorias para produtos agrícolas é uma medida de longo alcance decretada pelo sr. governador Roberto Costa de Abreu Sodré, que desta maneira evitou que incidis-se sobre tais produtos esse ônus. A declaração foi feita ontem à reportagem do Correio Popular pelo sr. Antonio José Rodrigues Filho, secretário da Agricultura do Estado de São Paulo, quando esteve nesta cidade, para presidir a instalação da Terceira Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Fitopatologia, que está se realizando na sede da Fazenda Experimental Mário D'Apice, antiga Fazenda Mato Dentro.
 
"HIPPIE" TENTOU SEQUESTRAR AVIÃO NORTE-AMERICANO
Um jovem estudante "hippie" do Estado de Nova Iorque tentou ontem inutilmente obrigar o piloto de um avião da companhia "National Airlines", que voava entre Nova Iorque e Miami, a dirigir-se a Cuba. O aparelho, que levava a bordo 93 pessoas, acabou normalmente aterrissando em Miami. O jovem chama-se Michael Pepard, é natural de Cold Springs, Estado de Nova Iorque, e estuda no Colégio de Poughkeespie, nesse mesmo Estado. Tem 20 anos. Pepard penetrou durante o vôo na cabina do piloto e ameaçou a este, capitão Harry Davis, com uma faca, ordenando-lhe que rumasse para Cuba. Segundo o xerife adjunto do condado de Dave, Butch Sumblin, o capitão Davis declarou ter-se dado conta em seguida de que o jovem estava muito nervoso, razão pela qual logrou convencê-lo rápidamente de que abandonasse seu projeto.

Escrito por:

Do Correio