Publicidade

Publicado 04/02/2019 - 06h00 - Atualizado 03/02/2019 - 20h10

Por Do Correio

Com a presença de 800 campineiros, Sodré corta a fita simbólica da Colônia de Férias dos Comerciários

Reprodução

Com a presença de 800 campineiros, Sodré corta a fita simbólica da Colônia de Férias dos Comerciários

INAUGURADA COLÔNIA DE FÉRIAS DOS COMERCIÁRIOS
Com a presença do governador Abreu Sodré, do senador Carvalho Pinto, do secretário do Trabalho, Virgílio Lopes da Silva, do parlamentar Francisco Amaral, foi inaugurada na manhã de domingo, na Avenida dos Sindicatos, na Vila Mirins, junto à cidade Ocian, Praia Grande, a Colônia de Férias dos Comerciários, empreendimento levado a efeito pela Federação dos Comerciários do Estado, que tem à sua frente o sr. Antônio Pereira Magaldi. Participaram também do ato inaugural cerca de três mil comerciários de todo o Estado de São Paulo, sendo de realçar-se o fato de que a caravana mais numerosa ali presente foi a de Campinas, constituida precisamente de 800 representantes daquela categoria, que viajou sob orientação dos srs. João Baptista Luz e dr. Natal Gale, respectivamente presidente e consultor jurídico do Sindicato dos Empregados no Comércio.
 
SUPERSÔNICO SÓMENTE DEPOIS DO CARNAVAL
Segundo nota que chegou no ultimo sábado a Administração de todos os aeroportos cogitados para sediarem o supersônico, a exata localização do que será o mais moderno aeródromo da América Latina somente será conhecida depois do carnaval. O presidente da Comissão Coordenadora do Projeto "Aeroporto Internacional" — brigadeiro Joelmir Campos de Araripe Macedo, que assina o telexograma, justificou o atraso em virtude da Comissão não ter chegado ainda a uma conclusão definitiva. A mesma mensagem, adianta também que somente dois estados ainda estão sob cogitação: Rio de Janeiro e São Paulo. Todavia, os técnicos da Fôrça Aérea Brasileira, deram a entender que a localização mais viável seria no Aeroporto Internacional do Galeão, no Rio de Janeiro.
 
AINDA PERDURA IMPASSE NA REUNIÃO DE PARIS
O Vietnã do Norte e Frente de Libertação Nacional querem que sejam solucionadas primeiro as questões de ordem política. Entretanto, o Vietnã do sul prefere que primeiro seja resolvido o problema bélico. Assim, foi criado o presente impasse nos bastidores da Conferência de Paz para o sudeste asiático, em Paris. Guyen Cao Ky voltou a apelar ontem para os comunistas, convidando-os a participar de reuniões secretas nas quais pretende discutir a diminuição das atividades de guerrilhas.

Escrito por:

Do Correio