Publicidade

Publicado 03/02/2019 - 06h00 - Atualizado 01/02/2019 - 14h48

Por Do Correio

Festa de Natal de 68 e Missa Campal, com as crianças da Vila Presidente Castelo Branco, em Campinas

Reprodução

Festa de Natal de 68 e Missa Campal, com as crianças da Vila Presidente Castelo Branco, em Campinas

SERVIÇO SOCIAL ATENDE CRIANÇADA DA VL. CASTELO BRANCO
Se você, que é campineiro e ama sua cidade, ainda não conhece os conjuntos residenciais populares, procure conhecê-los o quanto antes. Não porque sejam perfeitos em tudo, que perfeição só se encontra em Deus. Mas porque são uma realização muito séria apresentando um saldo positivo na busca de solução para muitos problemas de nossa realidade social. Famílias com escassos recursos econômicos, não tendo onde morar, ou vegetando antes em porões e favelas, sem conforto algum, e ainda presas à engrenagem implacável dos aluguéis, tornaram-se proprietárias de suas casas, o que lhes dá um clima de mais segurança e tranquilidade para enfrentar os desafios do cotidiano. A família toda Se beneficia com isso, especialmente as crianças. Elas têm agora a sua casa, e não mais a promiscuidade dos cortiços.
 
RELOJOARIA OMEGA TEM AGORA NOVAS E MODERNAS INSTALAÇÕES
A cada dia que passa, Campinas se moderniza mais. A cidade acompanha de perto a evolução do mundo. E com ela, seus filhos também. A modernização é a meta desta terra onde nasceu um dos maiores gênios da musica, Antônio Carlos Gomes. E acompanhando a evolução da cidade, consequentemente a do mundo, também a Relojoaria Omega se modernizou. Seus proprietários, os srs. Pedro Fernando Coppo, Ricardo Coppo Filho e Ricardo Coppo, percebendo a evolução de nossa cidade e do comércio, resolveram oferecer aos campineiros uma casa que obedece aos modernos princípios de decoração interior e ao mesmo tempo o confôrto da clientela.
 
PLANO NACIONAL DE ESTOQUES DE CAFÉ
A análise qualitativa de café em estoque no Norte do Paraná, S. Paulo, Paranaguá, Curitiba, Santos e Vitória, realizada dentro do Plano Nacional de Ordenação dos Estoques Governamentais do Café, revelou que há cinco milhões de sacas nos entrepostos com produto acondicionado em sacaria nova, com amostragem perfeita e, portanto, capazes de atender a qualquer demanda do mercado, por mais exigente que seja. O levantamento das condições qualitativas do café está ainda em realiação, sendo a segunda etapa do Plano, que já promoveu o levantamento contábil daquelas disponibilidades, quando foi comprovada a existência de 55 milhões de sacas em estoque real.

Escrito por:

Do Correio