Publicidade

Publicado 28/01/2019 - 09h27 - Atualizado 28/01/2019 - 09h27

Por Da Agência Anhanguera

O Santuário do Caraça fica a 700 quilômetros de Campinas e oferece turismo ecológico para todas as idades e cardápio gastronômico tradicional mineiro, incluindo o famoso queijo, geleias e pães tradicionais

Divulgação

O Santuário do Caraça fica a 700 quilômetros de Campinas e oferece turismo ecológico para todas as idades e cardápio gastronômico tradicional mineiro, incluindo o famoso queijo, geleias e pães tradicionais

As férias escolares estão quase no final, mas ainda dá tempo de aproveitar. E, para quem quer descanso, o Santuário do Caraça é uma das opções mais completas para toda a família. Localizado entre os municípios de Catas Altas e Santa Bárbara, em Minas Gerais, (a 700 quilômetros de Campinas) o local mistura a exuberância da natureza ao contexto histórico que encanta os visitantes. São mais de 12 mil hectares de Mata Atlântica, Campos Rupestres e Cerrado que oferecem diversos atrativos naturais, históricos e religiosos.
O Santuário é cercado por sete picos, que são Carapuça, do Sol, Inficionado, Verruguinha, Canjerana, Três Irmãos e Pico da Conceição. Por isso, são várias as opções de passeios voltados para o turismo ecológico, como as trilhas, das mais simples às mais desafiadoras. Para os que não têm tanta disposição para caminhada, a cerca de 2 km do Santuário está uma das belezas naturais mais visitadas pelos turistas, a Cascatinha, uma das cerca de 40 quedas d'água e piscinas naturais que existem no Caraça. O bosque, ladeado pelo Ribeirão Caraça, é cheio de encantos e lembra em sua história que, durante sua visita ao Santuário, Dom Pedro II se banhou no local e, por isto, o lugar passou a ser conhecido como Banho do Imperador.
O centro histórico do Caraça também é um roteiro à parte. Repleto de cultura e antiguidades históricas, vale vale conhecer a igreja de Nossa Senhora Mãe dos Homens, que tem celebrações diárias de missas, e onde se vê o primeiro órgão de tubos fabricado no Brasil, uma extraordinária Santa Ceia, pintada pelo Mestre Ataíde, e belíssimos vitrais franceses, dos quais o maior foi presente do próprio Dom Pedro II. Dentro das ruínas do colégio, que foi tomado pelo fogo em 1968, ficam o museu, no térreo, a biblioteca, no segundo andar, e, no terceiro, o auditório para conferências. Outro ponto de visitação são as catacumbas, onde estão sepultados Padres e Irmãos que atuaram no Santuário, desde 1774.
A gastronomia também é parte da viagem. Seguindo estilo tradicional, a cozinha do Caraça produz delícias que conquistam o paladar de todos, como a fabricação artesanal de pães, bolos e biscoitos, doces, geleias e compotas. O queijo minas artesanal é uma das delícias mais procuradas no Santuário. O processo de fabricação existe há mais de 200 e é feita por queijeiros locais. Uma curiosidade que vale a pena conferir após o jantar é a “Hora do Lobo”.
Os visitantes se sentam à frente da igreja onde é colocada uma bandeja com pedaços de carne, e ficam à espera da aparição do visitante mais ilustre do Santuário, o Lobo-Guará. O animal, que aparece cada dia para comer, é o símbolo da bela harmonia entre o local e a natureza. O Santuário do Caraça está aberto todos os dias da semana, das 8h às 17h para visitação e 24 horas para hospedagens previamente agendadas. Para mais informações e reservas, acesse o site http://www.santuariodocaraca.com.br.
PROGRAME-SE
Santuário do Caraça
Local: Estrada do Caraça, Km 9 - Entre os municípios de Barão de Cocais, Catas Altas e Santa Bárbara – CEP 35960-000
Fácil acesso pelas rodovias BR 381 e MG 436, além do cômodo acesso por trem (Estação Dois Irmãos – Barão de Cocais/MG)
Mais informações:
Site com opções de hospedagens: http://www.santuariodocaraca.com.br

Escrito por:

Da Agência Anhanguera