Publicidade

Publicado 05/01/2019 - 19h58 - Atualizado 05/01/2019 - 19h58

Por Carlos Rodrigues

O vínculo de Agenor iria até o meio do ano e o Guarani ofereceu uma renovação, mas o convite do Fluminense seduziu o goleiro: diretoria volta ao mercado atrás de reposição

Cedoc/RAC

O vínculo de Agenor iria até o meio do ano e o Guarani ofereceu uma renovação, mas o convite do Fluminense seduziu o goleiro: diretoria volta ao mercado atrás de reposição

O Guarani colocava a chegada de dois laterais e um volante como prioridades até o início do Campeonato Paulista, mas o número de carências vai aumentar porque duas peças com as quais o técnico Osmar Loss contava estão se despedindo do clube. O zagueiro Philipe Maia acertou com o Vila Nova, enquanto o goleiro Agenor aceitou uma proposta para defender o Fluminense.
O interesse do Vila Nova em Maia vem de algumas semanas. Indicado pelo técnico Umberto Louzer, o defensor tinha contrato com o Bugre até abril, mas negociou a liberação. O jogador, que se reapresentou apenas na quinta-feira, chegou a ir com o elenco para a pré-temporada em Sorocaba, mas é esperado em Goiânia amanhã.
A negociação com Agenor surpreendeu mais os dirigentes bugrinos. O vínculo do goleiro ia até o meio do ano e o Guarani ofereceu uma renovação, mas o convite do Flu seduziu o camisa 1. Para liberá-lo, o Bugre leva uma quantia em dinheiro e uma porcentagem de 40% em uma futura transferência — o empréstimo do meia Felipe Amorim também teve peso. Ontem, Agenor já estava no Rio de Janeiro para a realização de exames médicos.
Com as baixas, o clube volta ao mercado. Como já tinha definido os goleiros, o Bugre pode buscar outro nome para disputar posição com Giovanni ou efetiva Passarelli como reserva imediato. Já na zaga, as opções agora são apenas Diego Giaretta, Victor Ramos e Ferreira. Em busca de mais uma peça, o clube mira Jubal, que estava no futebol português.
Copinha
O Guarani empatou em 1 a 1 com o Bahia ontem, em Taquaritinga, e definirá a classificação para a segunda fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior na última rodada. Victor Ramon abriu o placar para o Bugrinho, mas Edmundo empatou no segundo tempo.
Na terceira posição do Grupo 12, com dois pontos, o Guarani ainda depende de si, mas terá que derrotar o Boavista, quarta-feira, às 13h45, por três ou mais gols de diferença. Do contrário, terá que aguardar o resultado de Taquaritinga x Bahia.

Escrito por:

Carlos Rodrigues