Publicidade

Publicado 25/01/2019 - 06h00 - Atualizado 24/01/2019 - 14h39

Por Do Correio

Imagem de como ficará a Paróquia de São Paulo Apóstolo, no bairro centro de Vila Itapura, em Campinas

Reprodução

Imagem de como ficará a Paróquia de São Paulo Apóstolo, no bairro centro de Vila Itapura, em Campinas

UMA NOVA PARÓQUIA: SÃO PAULO APÓSTOLO
Campinas está crescendo. Multiplicam-se seus arranha-céus. A população cresce juntamente com a cidade, e o serviço religioso, por mais que se dediquem os párocos, muito raramente perde o seu aspecto de pastoral de massa. A criação de comunidades menores abrirá, sem dúvida, novas perspectivas para a formação de Igreja, Povo de Deus, participante consciente do seu destino humano e divino. E foi isso que levou o ex-arcebispo metropolitano campineiro, D. Paulo de Tarso Campos a criar a paróquia de São Paulo Apóstolo, no bairro centro de Vila Itapura, tôda ela desmembrada da atual paróquia de Nossa Senhora do Carmo. Dedicada a São Paulo Apóstolo, a nova paróquia é mais uma entre tantas homenagens que o incansável semeador de comunidades cristãs recebe ao longo da história.
 
NOVAS INSTALAÇÕES PARA A SANTA CASA
A Santa Casa de Misericórdia, inaugurou ontem novas e modernas instalações no Instituto de Cardiologia, na Radiologia e na Otorrinolaringologia, novas e modernas instalações que irão melhorar sensivelmente o rendimento dos serviços daquele hospital, mormente no que tange ao atendimento cientifico de alta qualidade. Como se sabe, a atual diretoria reformou durante o ano de 1968, as lavanderias, caldeiras, centro cirurgico, e diversas outras seções, desenvolvendo com isso uma capacidade muito grande de ação. O principal melhoramento diz respeito à Clínica Cardiológica. Alí estão agora, em três salas, os instrumentos que compõe a Cineanjiocardiografia, um tipo aperfeiçoado de raio-X, que vem complementar na confecção dos diagnósticos, a ação dos eletrocardiogramas.
 
TCHECOS REVERENCIAM JOVEM HERÓI
Grande multidão, formando gigantescas filas de mais de três quilômetros de comprimento rendeu as últimas homenagens ao jovem Palach, cujos restos mortais estão na galeria da Universidade da capital tcheca. Uma guarda de honra formada por altos dignatários da Universidade, vestidos com as insígnias universitárias cercou o ataúde junto ao qual foi colocada a Bandeira Nacional da Tchecoslováquia. A rádio de Praga divulgou constantemente o apêlo feito pelo presidente Svodoba, no sentido de que seja conservada a calma.

Escrito por:

Do Correio