Publicidade

Publicado 07/01/2019 - 10h13 - Atualizado 07/01/2019 - 10h13

Por Do Correio

Quem gosta de alta velocidade na estrada, vai enfrentar nos próximos dias o

Reprodução

Quem gosta de alta velocidade na estrada, vai enfrentar nos próximos dias o "Comando da Velocidade", nas principais rodovias do Estado

COMANDO DE VELOCIDADE EM AÇÃO NAS ESTRADAS
Quem gosta de alta velocidade na estrada, vai enfrentar nos próximos dias o "Comando da Velocidade", nas principais rodovias do Estado, particularmente no trecho paulista da rodovia Presidente Dutra, e na via Anhanguera, através do serviço de emergência que a Patrulha Rodoviária está desenvolvendo nestes setores. Cada comando é composto por um chefe e seis patrulheiros, que estão sempre assessorados por uma equipe de várias unidades de motociclistas equipados com veículos modernos, "Harley-Davidson", e viaturas de diversos tipos. A multa é geralmente aplicada no valor de meio salário-mínimo, se, a penalidade for apenas por excesso de velocidade. A ação do Comando começa sempre com as palavras: "Boa Tarde. O senhor estava em excesso de velocidade".
 
PREFEITO CONVIDARÁ ASTRONAUTAS E J. FONDA PARA CARNAVAL
Os astronautas norte-americanos — Borman, Lowell e Anders — que circundaram a lua há alguns dias, serão convidados pela Prefeitura de São Paulo para participarem do carnaval paulista. O mesmo convite será feito à atriz Jane Fonda que atuou no filme "Barbarella", sobre aventuras espaciais depois do ano 2 mil. Um ofício será endereçado à NASA explicando que, além do interesse publico, pelos astronautas, o Teatro Municipal será decorado com motivos espaciais em que a lua ocupará lugar destacado. A coordenação das festividades carnavalescas, em São Paulo, está a cargo do sr. Paulo Henrique Nemberg, presidente da Comissão Executiva do Car-naval. O prazo para inscrição para o Rei Momo termina amanhã, havendo até agora 8 candidatos, Para Rainha do Carnaval há 43.
 
UNIDADE TCHECO-ESLOVACA VOLTA APERIGAR
Ao anunciar domingo que "aceitará sem discussão" as decisões do partido sobre sua eventual manutenção como presidente da Assembléia Federal, Josef Smrkovsky tentou ontem, segundo os observadores apaziguar uma polemica que pela primeira vez desde há um ano colocou um perigo a unidade tcheco-eslovaca. A um ano da democratização iniciada com a ascensão à frente do partido tcheco-eslovaco de Alexander Dubcek e o retrocesso da influencia do presidente Antonin Novotny que devia sair em março do cenário político, tchecos e eslovacos que apresentaram uma unidade sem falhas à invasão russa de agosto continuavam hoje discutindo veementemente.

Escrito por:

Do Correio