Publicidade

Publicado 06/01/2019 - 06h00 - Atualizado 05/01/2019 - 16h30

Por Do Correio

A desidratação está matando em Campinas. Os Hospitais estão lotados de crianças desidratadas, em caso grave

Reprodução

A desidratação está matando em Campinas. Os Hospitais estão lotados de crianças desidratadas, em caso grave

DESIDRATAÇÃO CAUSA VÍTIMAS EM CAMPINAS
Ontem foi dos dias mais quentes. Estamos em pleno verão, época que vai de outubro a março, em que também se verifica o maior número de casos de desidratação. Essa é a doença das mais perigosas para as crianças. Se cuidados não forem tomados, ela pode levar à criança à morte. A desidratação é a perda excessiva de água e sais minerais pelo organismo. A causa principal são as infecções gastrointestinais. Outras infecções — de ouvido, garganta e aparelho respiratório — também podem provocá-la. Com a infecção, o organismo perde o equilíbrio: os germens aumentam as secreções do intestino, que não são absorvidas pelo tubo intestinal. Surgem então os vômitos, diarréia, febre e suor excessivo. Apesar de existirem casos de desidratação em qualquer época do ano, a maior incidência ocorre no verão.
 
ESGÔTO DANIFICADO PROVOCA DESCONTENTAMENTO
Nos dias atuais, Campinas se coloca entre uma das principais cidades do Estado de São Paulo. Seu desenvolvimento e seu progresso em todos os setores, educacional, cultural, industrial e comercial foi marcante nestes últimos anos. Os campineiros trabalharam muito para isso. Eles construíram o progresso de sua cidade. Esse é o lado bom desta terra onde nasceu um dos maiores gênios musicais. Mas como em tudo que existe no mundo, há também o lado mau, e que por isso mesmo faz com que a vida de uma cidade como a nossa fuja à normalidade. Em Campinas as reclamações contra os problemas que constituem êsse lado mau, geralmente ocasionados pelas negligências da administração pública, são inúmeras.
 
O MELHOR CARRO PARA O PRESIDENTE NIXON
Proteger a vida de um presidente não é fácil, especialmente quando êle tem que sair às ruas em carros abertos. Por isso, quem faz as encomendas de carros para a Casa Branca é o Serviço Secreto americano, cujas rigorosas especificações de segurança e confôrto são religiosamente seguidas pelos fabricantes. Richard Nixon não fugiu à tradição iniciada pelo presidente Calvin Coolidge que escolheu um Lincoln para suas andanças, por volta de 1920. No dia de sua posse, agora em janeiro, Nixon vai estrear a nova Limousine Presidencial, um Lincoln Continental fabricado pela Divi-são Lilsoln — 'Mercury da Ford Motor Co.'

Escrito por:

Do Correio