Publicidade

Publicado 13/12/2018 - 19h38 - Atualizado 13/12/2018 - 19h38

Por Agência Anhanguera de Notícias

Grupo Circus: apresentação externa em cabaré realizado em edição anterior do Seminário Internacional

Daniel Lopes/Divulgação

Grupo Circus: apresentação externa em cabaré realizado em edição anterior do Seminário Internacional

O circo, em qualquer época, sempre foi (re)conhecido pela reinvenção de suas práticas. Para promover um amplo debate sobre os modos de existência e resistência das artes circenses na atualidade, o Grupo de Estudos e Pesquisas das Artes Circenses da Faculdade de Educação Física da Universidade Estadual de Campinas (Circus-FEF/Unicamp) promove a quarta edição do Festival Internacional de Circo, que reúne, até domingo (16), no distrito de Barão Geraldo, pesquisadores e artistas nacionais e internacionais (Uruguai, Canadá e França). O tema norteador das discussões será Inovação e Criatividade.
A programação do evento inclui conferências, palestras, cursos e intervenções artísticas. Uma novidade desta edição são os cabarés artísticos, que ocorrerão em todas as noites, com entrada franca.“A proposta é promover o intercâmbio entre os artistas e participantes do seminário, tanto por meio da convivência nos bastidores quanto da fruição da apresentação artística por parte dos seminaristas e do público em geral”, afirma Lua Barreto, educadora física e pesquisadora do Circus-FEF/Unicamp.
Uma das responsáveis pela montagem da programação dos cabarés, Lua aposta na ampla diversidade dos números como o grande atrativo dos cabarés. “O roteiro é completamente diferente a cada dia. Como os apresentadores são bastante participativos, cada cabaré terá, também, um estilo muito diferente”, afirma. Farão parte do elenco malabaristas, acrobatas e palhaços. A apresentação ficará por conta dos mestres de cerimônia DJ Digão, Palhaça Rubra e Cia. Los Circo Los.
O Cabaré Circus e o Cabaré Cia Suno são os destaques na programação de hoje e de sábado. O Circus tem o DJ Digão como mestre de cerimônia e traz como atrações Gustavo Akira Aihara, Leandro Xavier, Leonora Cardani, Coletivo Lateral, Helder Vilela, Cia do Circo, Cia Suno e CircoCan. O Cabaré Cia Suno será apresentado por Lu Lopes, a Palhaça Rubra e coloca em cena Kelly Cheretti, Escola Nacional de Circo (RJ), Manute: Mamú-Nipulación, as uruguaias Leticia Corvo e Lucía Mato, Cauê Marques, Gabriel Manzini e Beatriz Mendes, Julia Coelho Franca, Rafael Vilela e Circo Vossoroca. Os dois cabarés ocorrem no Centro Cultural Casarão (Rua Maria Regina Sampaio Reginato, s/n º, Barão Geraldo). Será oferecido transporte gratuito aos participantes entre Unicamp e Casarão, com saída às 18h, da FEF. Os espetáculos começam às 20h, com entrada franca.
No domingo, a partir das 18h, fechando a programação, será realizado cortejo com o Clube ReCreativo Maritaca, com saída da FEF (Av. Érico Veríssimo, 701, Unicamp) em direção à Praça da Paz (Rua Seis de Agosto, s/nº, Unicamp). Na sequência, às 19h, ocorre o Cabaré na Rua, coordenado pelo Los Circo Los; e o Música na Rua, com o grupo IManouche, formado por Ieda Cruz, Marcelo Modesto e Ernani Teixeira.
Sobre o tema Inovação e Criatividade, Virginia Alonso, educadora física e professora da Universidade da República, em Montevideo (Uruguai), salienta que o circo não é uma categoria homogênea de disciplinas, há atividades muito diversas entre si na sua composição. Por isso, inovar e criar na prática de um palhaço não é o mesmo que na de um acrobata ou equilibrista. E é com base em seu campo de pesquisa, a acrobacia, que ela coloca questões a respeito da relação corpo-arte no circo contemporâneo.
Para a historiadora Erminia Silva, coordenadora do Circus-FEF/Unicamp, “sempre houve, há e haverá nas artes circenses processos inovadores e criativos em sinergia com os períodos, encontros e acontecimentos vivenciados por mulheres, homens e crianças. Essa busca por diferentes processos de formação e aprendizagens deve estar presente no fazer-se artista circense”. A programação completa pode ser acessada no site: https://www.fef.unicamp.br/fef/ivsic/programacao.

Escrito por:

Agência Anhanguera de Notícias