Publicidade

Publicado 12/12/2018 - 06h00 - Atualizado 11/12/2018 - 15h13

Por Do Correio

Aspecto da distribuição de brinquedos doados às crianças pobres por d. Maria do Carmo de Abreu Sodré

Reprodução

Aspecto da distribuição de brinquedos doados às crianças pobres por d. Maria do Carmo de Abreu Sodré

CHEGARAM BRINQUEDOS PARA A DISTRIBUIÇÃO NO NATAL
As crianças pobres de Campinas vão receber pelo Natal quatorze mil brinquedos, doados pelo Serviço de Assistência Social do Estado, e obtidos pelos esforços de D. Maria do Carmo de Abreu Sodré. Êstes brinquedos foram entregues à Profa. Enéa Caldatto Raphaelli, que já está procedendo à sua distribuição, dentro de um critério justo, e de acôrdo com os ofícios enviados em tempo hábil, pelas entidades assistenciais de nossa cidade. Na tarde de ontem, a Profa. Enéa, que é Diretora do Departamento de Bem Estar Social, realizou a entrega de várias remessas a diferentes instituições de caridade, inclusive ao Movimento Assistencial Maria Rosa, ao qual entregou duzentos brinquedos novos. Estes brinquedos serão distribuidos diretamente às crianças do Grameiro, na tarde de domingo próximo.
 
PROJETO DE CRIAÇÃO DO TRIBUNAL DE CONTAS
Há espectativa de que, na sessão ordinária de hoje, seja submetido a plenário o rumoroso projeto, oriundo do Executivo, que dispõe sôbre a criação do Tribunal de Contas do Municipio e que deu entrada na Câmara em reunião de quinta-feira última, como resultante de uma indicação assinada por seis vereadores. Todavia, para que tal fato aconteça, se impõe a eliminação de algumas arestas, a fim de que possa a propositura transitar regularmente, em caráter de urgência ou através de trabalhos extraordinários, a se convocarem. Primeiramente para que o projeto possa ser debatido, torna-se necessário que 12 vereadores o subscrevam, visto que contem matéria vencida e que só pode reaparecer, nos têrmos do Regimento Interno.
 
PAPA PAULO VI ADVERTE SACERDOTES SUBVERSIVOS
O Papa Paulo VI advertiu ontem os sacerdotes contra as tendências quase subversivas que se notam na igreja. Repetiu que os ladrões devem fazer o que a igreja manda, porque êles não encontraram solução nas novidades que estão sendo sugeridas. Enquanto o Papa fazia o seu pronunciamento, estudantes faziam manifestações na Praça de São Pedro em favor de um padre rebelde. Fontes eclesiásticas do Rio desmentiram que os padres estrangeiros em missão no Brasil pretendam deixar o nosso país.

Escrito por:

Do Correio