Pé de alface nasce em calçada no Cambuí
Publicidade

Publicado 16/10/2018 - 07h37 - Atualizado 16/10/2018 - 14h30

Por Alenita Ramirez

Verdura surpreendeu próximo à sarjeta: semente pode ter sido lançada por um ave, depois germinou

Foto do Leitor/Divulgação

Verdura surpreendeu próximo à sarjeta: semente pode ter sido lançada por um ave, depois germinou

Um pé de alface tem chamado a atenção de pedestres que passam pela Rua São Pedro, no bairro Cambuí, em Campinas. A verdura nasceu em meio às pedras portuguesas e recebe os cuidados de trabalhadores do local. “Em épocas de muito sol, jogamos água. Percebemos esse pé aí há dois meses”, contou o manobrista Rafael Lima, de 37 anos.
O pé nasceu na calçada, rente à guia de um estacionamento, localizado em frente ao prédio da Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise). “É um caso raro. É muito difícil a alface nascer em locais como este. Além disso, alguém precisaria levar a semente ou muda até o local”, disse o engenheiro agrônomo da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati) regional Campinas, Rodrigo Baccan. “A semente veio de algum lugar. De que forma, não dá para definir”, falou.
Lima acredita que a semente foi lançada naquele local por alguma ave. Como a planta diferenciada chama a atenção, quem passa por lá faz questão de fazer foto. “Coisas da urbanidade”, disse um policial da Dise, que ficou encantado com o fenômeno.
De acordo com Baccan, a alface tem um ciclo que depende da época do ano. Em média, seu período comercial é entre 45 a 60 dias para colheita e consumo. No entanto, se deixar essa verdura se desenvolver, ela chega ao período de florescimento e soltura das sementes e depois morre. “Vamos cuidar dela até o fim e esperamos que ninguém a arranque”, disse o manobrista.

Escrito por:

Alenita Ramirez