HC é premiado por transplantes hepáticos e cardíacos
CORREIO.COM.BR

Comunicar erro
[X]

Você encontrou algum erro? Seja ele técnico, gramatical e até mesmo de informações, entre em contato e nos comunique.

HC é premiado por transplantes hepáticos e cardíacos


Unidade, que é referência na área, recebeu o prêmio "Destaque - Transplante e Captação de Órgãos 2015"; no total, participaram da disputa nove hospitais públicos e privados do Estado.

UNICAMP

HC é premiado por transplantes hepáticos e cardíacos

Unidade, que é referência na área, recebeu o prêmio "Destaque - Transplante e Captação de Órgãos 2015"; no total, participaram da disputa nove hospitais públicos e privados do Estado.

24/09/2015 - 18h42 - Atualizado em 24/09/2015 - 18h51 | Da Agência Anhanguera
correiopontocom@rac.com.br

Foto: Divulgação
Luiz Antônio da Costa Sardinha, Ilka Boin e Carlos Lavagnoli com os prêmios recebidos: reconhecimento
Luiz Antônio da Costa Sardinha, Ilka Boin e Carlos Lavagnoli com os prêmios recebidos: reconhecimento

O Hospital de Clínicas (HC) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) foi premiado nesta quinta-feira (24) por sua atuação em transplantes hepáticos e cardíacos entre agosto de 2014 e agosto de 2015.

A unidade, que é referência na área, recebeu o prêmio “Destaque - Transplante e Captação de Órgãos 2015”, entregue pelo secretário de Estado da Saúde, David Uip, em São Paulo, à professora Ilka Boin, do departamento de transplante hepático, ao médico Carlos Lavagnoli, do transplante cardíaco, e ao coordenador da Organização de Procura de Órgãos, Luiz Antônio da Costa Sardinha. No total, participaram da disputa nove hospitais públicos e privados do Estado.

O HC ganhou no interior na categoria transplantes cardíacos em adultos, com dez procedimentos, e em cirurgias de fígado, com 55 pacientes transplantados.

O HC também venceu entre os melhores serviços de Organização de Procura de Órgãos do Estado, representando o Interior. Os bons números da Unicamp refletem uma tendência no País.

Em uma década, o número de transplantes de órgãos no Estado duplicou e atingiu uma média de 193 procedimentos realizados por mês. Neste momento, há 12.270 pessoas na fila de espera por um órgão em São Paulo.

Ilka explicou que os índices são resultado da aceitação da população em autorizar a doação de órgãos. “A aceitação tem aumentado a cada ano, o que facilita muito o trabalho de captação desses órgãos”, explicou a professora.

O HC promove hoje treinamento para equipes de transplantes de outros estados e países. Além da excelência, principal desafio de fazer parte do departamento de transplantes, de acordo com a médica, é o psicológico.

“O profissional deve saber trabalhar com paciente grave, a lidar com a vida e com a morte.” A excelência tem reflexo nos índices de sobrevida: de 75% no caso do transplante de fígado e de 80% no de coração.

“Nos dois casos, o paciente que vai para a cirurgia teria 70% de chances de ir a óbito em um ano se não recebesse o novo órgão”, afirmou a professora.

Em outras unidades premiadas ontem, os números também são satisfatórios. O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu realizou 113 transplantes de rim (dois a mais que a Unicamp). Já o Banco de Olhos de Sorocaba fez 1.128 transplantes de córneas entre 2014 e 2015.

História

No ano passado, o HC atingiu a marca de 6 mil transplantes de órgãos e tecidos realizados desde 1984. Dos dez tipos de órgãos e tecidos que podem ser transplantados, o HC da Unicamp não realiza os de intestino, valva cardíaca, ossos e o de pulmões — a última categoria está em fase final de adequação de equipes, e deve começar a ser feita neste ano.

Entre os órgãos que podem ser doados, o coração e o pulmão são os que têm o menor tempo de preservação extra corpórea: de 4 a 6 horas. Fígado e pâncreas vêm em seguida, com tempo máximo para transplante de 12 a 24 horas, e os rins podem levar até 48 horas para ser transplantados. Já as córneas podem permanecer em boas condições por até sete dias e os ossos, até cinco anos. 



Siga-nos nas redes sociais
Tempo Agora Cinema horoscopo estrada aeroportos transito