TRAGÉDIA

Funcionário é atropelado e morre em praça de pedágio

Acidente aconteceu quando o cobrador foi desbloquear uma cancela do sistema Sem Parar

08/11/2013 - 08h11 | Tatiane Quadra
tatiane.silva@rac.com.br

Foto: Edu Fortes/AAN
Funcionários da Renovias limpa praça de pedágio onde aconteceu o acidente, na rodovia Campinas-Mogi: homem foi desbloquear cancela do sistema Sem Parar e foi atingido por ônibus da Viação Cometa, no sentido Campinas; motorista não teria conseguido frear para evitar acidente
Funcionários da Renovias limpa praça de pedágio onde aconteceu o acidente, na rodovia Campinas-Mogi: homem foi desbloquear cancela do sistema Sem Parar e foi atingido por ônibus da Viação Cometa, no sentido Campinas; motorista não teria conseguido frear para evitar acidente

Um funcionário da concessionária Renovias morreu atropelado por um ônibus da Viação Cometa quando atravessava entre as baias da praça de pedágio da Rodovia Campinas-Mogi, na quinta-feira (7). O helicóptero Águia da Polícia Militar (PM) foi acionado e o cobrador Cristiano Aparecido Franco, de 33 anos, chegou a ser atendido pela ambulância da própria empresa, mas não resistiu. Segundo a Polícia Rodoviária, o acidente ocorreu às 11h45, quando o cobrador foi desbloquear uma cancela do sistema Sem Parar, após ela apresentar problemas e um carro ficar parado. Quando atravessou, Franco foi atropelado no sentido de Jaguariúna a Campinas. Segundo o boletim de ocorrência, o motorista do ônibus não conseguiu desviar a tempo. O ônibus, com a documentação regular, foi liberado. A concessionária não confirmou se houve descuido por parte do cobrador e informou que isso será apurado pela polícia. Segundo a Renovias, todos os funcionários passam por treinamentos constantes, além de serem realizadas melhorias para garantir a segurança deles. Em maio deste ano, outro funcionário foi atropelado na mesma praça, mas não morreu. A empresa afirma ainda que os familiares recebem todo o apoio necessário. Franco era morador de Mogi Mirim. A polícia deverá apurar se o ônibus, que seguia de Poços de Caldas para São Paulo, estava dentro da velocidade permitida. A Cometa confirmou o acidente e disse que o ônibus foi substituído e os passageiros seguiram seu destino.


Veja também



Comentários(7)

Conforme Termo de Uso, comentários com conteúdo inadequado e spam poderão ser removidos a critério do Correio.com

Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso

  • Éder Luiz Barão: (11/11 as 11h32)
    De novo a empresa lamenta e dará apoio a familia! Tem que dar é condições de trabalho digno e seguro!!!
  • eliana jesus da silva: (08/11 as 20h54)
    Ainda existe funcionários que chegam a trabalhar todo período sem comer e sem ir ao banheiro , já presenciei casos de funcionarias defecar nas próprias roupas fazer xixi nas calças porque eram impedidas de ir ao banheiro . Assim funcionam os pedágios do nosso pais uma verdadeira escravidão em pleno seculo 21 .
  • eliana jesus da silva: (08/11 as 20h46)
    Como perguntou o amigo José Stankvisk Frederico , dinheiro em primeiro lugar ? Sim eu respondo como ex funcionaria de pedágio Dinheiro em primeiro lugar sempre os pedágios funcionam assim quem cuida do trabalho são os Controladores e o que importa a eles é um dia de trabalho perfeito sem reclamação não se importando se quem está na cabine ou pista está sendo agredido fisicamente ou verbalmente em pedágio não pode haver reclamação por parte dos funcionários uma reclamação gera justa causa .
  • mathias: (08/11 as 20h15)
    Quantas acidentes acontecem diariamente nas praças de pedágio pelo SEM PARAR? Centenas...isso mesmo centenas de acidentes acontecem diariamente pelo SEM PARAR. Quantas mortes por ano? Centenas Quando o MP irá atuar no sistema arcaico das cancelas do pedágio com SEM PARAR? Lamento pelas famílias...
  • mathias: (08/11 as 20h12)
    Eu já sofri um acidente quando a cancela não abriu, parei e uma carreta me empurrou uns 20 m para frente. Graças a Deus sobrevivi, mas se tivesse um caminhão parado na minha frente....O sistema SEM PARAR é falho, varia com a velocidade da rede, além de alguns desavisados que entram sem o SEM PARAR e travam a passagem.....As cancelas não precisam existir, uma vez que além do SEM PARAR, existe a captura da placa do veículo. Se passar sem o TAG recebe a multa. Lamento pelas famílias..
  • eliana jesus da silva: (08/11 as 19h21)
    Eu sinto muito pela família deste funcionário, Trabalhei em um pedágio como arrecadadora e sei que os funcionários não recebem treinamento algum , que na maioria dos pedágios não existe nenhuma medida segurança para os funcionários principalmente que zele pela integridade desde que estão trabalhando , Tudo pode acontecer em uma praça de pedágio , E para as concessionária tudo é normal , há casos que os funcionários são proibidos de comentar agressão física e moral e constante isto é brasil .
  • José Stankvisk Frederico: (08/11 as 10h12)
    Quais providências a concessionária tomou após a primeira ocorrência? Aparentemente nenhuma, afinal, aconteceu de novo. Foi formada uma comissão para estudar os acidentes nas praças de pedágio e tomar providências para evitar novos acidentes? Pelo jeito não. Porque não se fecham todas as cancelas quando alguém tem que atravessar a praça? Porque não divulgam que vão multar quem ultrapassar o limite de velocidade do "sem parar" 40km/h? Vidas em jogo! Providências já!! Dinheiro em primeiro lugar???
Tempo Agora   Cinema   Horóscopo   Estradas e Aeroportos   Trânsito
cadastre-se e continue lendo
Este é o seu 10º acesso ao site do Correio Popular
neste mês. Para dar continuidade a suas leituras,
cadastre-se gratuitamente agora. É fácil e rápido,
basta clicar em "quero me cadastrar". Ou se preferir,
faça a sua assinatura e garanta seu acesso sem
restrições.

cadastre-se e continue lendo
cadastre-se e continue lendo
cadastre-se e continue lendo
Saiba mais.
O melhor e mais completo conteúdo
da RMC está aqui!
O melhor e mais completo conteúdo
da RMC está aqui!
Cadastre-se e continue tendo acesso ao melhor
e mais completo contéudo da RMC.
NOME:
SOBRENOME:
E-MAIL:
SENHA:
REPETIR SENHA:
Quero receber notícias e comunicações do Correio Popular

cadastre-se e continue lendo