JAPÃO

Ex-diretor da central de Fukushima morre de câncer

Masao Yoshida morreu em um hospital de Tóquio após meses de tratamento contra um câncer

09/07/2013 - 10h56 | France Press
correiopontocom@rac.com.br

Foto: France Press
Masao Yoshida morreu vítima de um câncer no esôfago
Masao Yoshida morreu vítima de um câncer no esôfago

O diretor da central de Fukushima Daiichi no momento do acidente nuclear de março de 2011 faleceu nesta terça-feira aos 58 anos por um câncer de esôfago que não teria relação direta com a radiação, indicou a companhia Tokyo Electric Power (Tepco). Masao Yoshida morreu em um hospital de Tóquio após meses de tratamento.

Segundo a Tepco, Yoshida teria recebido uma dose de radiação de 70 milisieverts entre o acidente de março de 2011 e sua saída desta central, vários meses mais tarde.

A companhia descarta um vínculo entre esta exposição e o câncer de Yoshida, alegando que é necessário um prazo maior antes que as radiações provoquem este tipo de câncer.

Masao Yoshida se converteu em diretor de Fukushima Daiichi em junho de 2010, alguns meses antes do terremoto e tsunami de 11 de março de 2011 que colocaram em perigo quatro dos seis reatores da central, obrigando as autoridades a retirar mais de 150.000 habitantes da região.

Yoshida geriu esta crise sem precedentes em condições terríveis, se opondo por vezes a ordens incoerentes ou à lentidão de sua empresa, evitando, segundo especialistas do setor, que a situação saísse totalmente do controle.

Deixou o cargo no fim de 2011, depois de ser diagnosticado com câncer de esôfago.



Comente
Nome:      E-mail:  
Cidade:      Profissão:  
Informe o resultado do cálculo abaixo:
 
   Não divulgar meu email
Comentário:
Quantidade de toques disponíveis: 500
Clique aqui e veja todos os comentários(0) dessa notícia


Masao Yoshida morreu vítima de um câncer no esôfago
Tempo Agora   Cinema   Horóscopo   Estradas e Aeroportos   Trânsito