VIOLÊNCIA

Roubo a caixa eletrônico desafia a polícia de Campinas

Nos primeiros 43 dias do ano já foram computadas 16 ocorrências na cidade e região
12/02/2013 | Patrícia Azevedo
patricia.azevedo@rac.com.br
Foto: Dominique Torquato/AAN
Policiais exibem dinamites e outros artefatos utilizados em roubo a bancos
Policiais exibem dinamites e outros artefatos utilizados em roubo a bancos

As quadrilhas especializadas em roubos de caixa eletrônico continuam desafiando as polícias Militar e Civil de Campinas. Os casos de furtos e explosões a caixas de autoatendimento vêm crescendo na cidade desde o ano passado. Segundo levantamento feito pela reportagem, foram cerca de 60 casos em 2012. E nos primeiros 43 dias do ano já foram computadas 16 ocorrências na cidade e região, o correspondente a 26% dos casos do ano passado.

O último ataque aconteceu na madrugada desta terça-feira (12), quando bandidos explodiram caixas eletrônicos localizados no hipermercado Carrefour, na Vila Brandina, em Campinas. Um bandido morreu, quatro homens e uma mulher foram presos na Vila Lemos. Os homens foram apontados pelos policiais como autores do assalto no estabelecimento. A mulher estava na casa onde os criminosos tentaram se esconder.

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo não contabiliza o número de furtos, roubos e explosões a caixas eletrônicos e não tem a dimensão exata do problema. Esse tipo de crime é registrado como furto ou roubo. A reportagem solicitou entrevista com representante da Polícia Civil que pudesse explicar como o tipo de crime é investigado e os motivos que levaram ao aumento das ocorrências. O pedido foi negado e a assessoria de imprensa do órgão orientou a reportagem a procurar a assessoria de imprensa da Polícia Militar (PM), que é a responsável pela prevenção de crimes.

A reportagem solicitou uma entrevista com o setor de Comunicação Social da PM de Campinas que, por e-mail, orientou a reportagem a procurar a Polícia Civil. Diante da negativa da PM local, a assessoria de Comunicação da corporação em São Paulo foi contatada, mas até a publicação desta notícia, no entanto, ninguém se disponibilizou a falar sobre o assunto.

Bancos

A Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) informou que existem em operação 182 mil equipamentos de autoatendimento no Brasil. Desse total, 50 mil estão instalados fora das agências bancárias. Em nota, a federação destacou que “nos últimos tempos, têm ficado em evidência assaltos e arrombamentos realizados fora das agências bancárias que usam força desproporcional, com armamentos pesados, de elevado poder de destruição, inclusive explosivos”.



Comente
Nome:      E-mail:  
Cidade:      Profissão:  
   Não divulgar meu email
Comentário:
Quantidade de toques disponíveis: 500